Será que o Blockchain do Bitcoin e do Ethereum tem futuro?

0 Comentários

Inegavelmente o Bitcoin é a maior invenção após a internet. Mesmo com muitos detratores o criptoativo conseguiu sair de zero para US$9.100 em apenas 11 anos de existência. Apesar de haver criações que antecederam o Bitcoin, como o Bitgold, nenhuma conseguiu se comparar a invenção de Satoshi Nakamoto e vencer o problema do gasto duplo. Contudo, não foi só o BTC que Nakamoto trouxe ao mundo. Atrás do maior criptoativo está o blockchain, tecnologia utilizada até pelos detratores do Bitcoin.

Logo após o BTC, podemos colocar que o Ethereum foi o criptoativo de maior sucesso. Seu blockchain é o mais aceito do mercado e trazer mais funcionalidades que o do seu antecessor.

Todavia, a imaturidade dessas cadeias faz com que elas não consigam entregar a escalabilidade que o mundo moderno tanto necessita. Para muitos analistas a solução vai muito além de uma simples introdução de um novo modelo de consenso.

Só para exemplificar, o Ethereum não conseguiu resolver seu problema de escalabilidade desde os famosos Cryptokityies. Sendo assim, toda a comunidade ETH aguarda ansiosamente a atualização do Ethereum para 2.0 para finalmente, de acordo com os desenvolvedores, verem a rede escalar.

Olhando para o BTC, é possível observar que as grandes mentes por trás não veem solução para o blockchain já que buscam alternativas para a tecnologia, como a Lightning Network.

Ademais, temos o modelo de token único que dificulta ainda mais a escalabilidade. Isso porque o token precisa servir todos os propósitos de todas as partes interessadas. Assim sendo, os mineradores desejam o preço mais alto possível para que o valor da recompensa seja maior. Em contrapartida, os usuários desejam valores de taxas de transferência baixas. Já os que utilizam como pagamento, desejam um valor alto para obterem lucro. Assim fica difícil de obter escalabilidade no blockchain.

Só para ilustrar, os usuários do Ethereum fazem muitas reclamações quando o valor do Ether aumenta, pois, o preço do gás se eleva também. Isso causa uma grande barreira de adoção. Além disso, os usuários do Ethereum precisam pagar as taxas de transação, isso causa uma exigência de que usuários comuns devem comprar ETH em uma exchange dificultando ainda mais o acesso.

De fato o inchaço de um blockchain é inevitável ao atingir determinado tamanho. No entanto, há formas de fazer a tecnologia funcionar sem problemas ao remover transações concluídas.

Em suma, até as próximas gerações de criptoativos podem não conseguir trazer uma opção atraente de blockchain. O que realmente precisa acontecer é um avanço na tecnologia para que ela se faça atraente e se mantenha relevante. O Bitcoin e Ethereum podem continuar sendo líderes por muito tempo. Contudo, sem um avanço em suas tecnologias subjacentes podem perder espaço no mercado.

Clique aqui para ler: Híbrido de Zcash e Ethereum permitirá contratos inteligentes anônimos

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.