HomeBitcoin

O que é Bitcoin - uma moeda virtual ou há mais para dizer?

O Bitcoin (BTC) é uma moeda digital ou virtual baseada em uma rede peer-to-peer, “ponto a ponto”, criada em 2009 para se tornar uma substituição viável das moedas fiduciárias e dos sistemas de pagamento convencionais. Com base em um mecanismo descentralizado, o Bitcoin é indicado pelo BTC e visa tirar o controle do dinheiro dos governos e grandes organizações e entregá-lo ao povo. Bitcoin não é uma entidade física; é um código que existe em um razão presente em todos os computadores da rede.

Toda transação que ocorre no blockchain é transparente e é visível para todos. Nenhum banco, estado ou autoridade central tem poder sobre o Bitcoin, e seu preço é estritamente definido pela dinâmica da demanda e da oferta no mercado financeiro. Desde 2009, se tornou a criptomoeda mais popular e valiosa, aceita por centenas de varejistas e marcas em todo o mundo. Aprenda o que é Bitcoin e como ele funciona.

(BTC)

Bitcoin

Preço

24H Change

7 Days Change

Valor de Mercado

Por que o Bitcoin foi inventado?

Lançado em janeiro de 2009 por um indivíduo anônimo ou uma equipe que usa o pseudônimo de Satoshi, a moeda Bitcoin e seu blockchain foram criados para recuperar o controle do dinheiro de grandes instituições financeiras e governos e entregá-lo ao povo. Ele foi projetado para funcionar em uma infraestrutura transparente e descentralizada. Além disso, também permitiu um nível mais alto de anonimato e acessibilidade.

Quando o Bitcoin foi lançado, os países do mundo inteiro estavam lutando para lidar com a recessão causada pelo crash do mercado imobiliário nos EUA. A recessão deu origem à sensação de que essas grandes instituições financeiras têm uma quantidade razoável de controle sobre a economia do país. Os regulamentos que estavam em vigor falharam em mantê-los sob controle. Além disso, o uso dessas instituições para questões financeiras significava que você precisava compartilhar suas informações pessoais com elas, lidar com os atrasos e pagar uma alta taxa de transação.

O Bitcoin foi a primeira criptomoeda que tentou resolver esses problemas, fornecendo uma alternativa para pessoas que não querem confiar nos bancos para gerenciar suas finanças e transações.

Como o Bitcoin funciona e que tecnologia está por trás disso?

O Bitcoin conta com uma rede ponto a ponto, uma coleção de computadores chamados nós que são vinculados entre si e executam o blockchain do essa criptomoeda. É chamado de blockchain porque contém blocos de códigos encadeados em ordem cronológica, com cada bloco tendo um registro de transações. Como a blockchain está presente em todos os computadores ou nós, ninguém pode fazer alterações por conta própria, pois outros nós não irão verificar essas alterações.

o que é bitcoin

As pessoas que possuem esses nós, processam e verificam as transações são chamadas de mineradores. Por investir no ecossistema Bitcoin e facilitar a verificação, eles são recompensados em BTC. Esses mineradores garantem que nenhuma transação não autorizada ocorra na blockchain e garantem que nenhuma pessoa tenha mais controle sobre a infraestrutura da blockchain para manter a descentralização. Novos bitcoins estão sendo recompensados para os mineradores a uma taxa que está continuamente em declínio, já que a oferta total de Bitcoin é limitada - ou seja, 21 milhões de moedas.

Diferentemente das moedas fiduciárias, que são impressas com base no número de bens e serviços criados por um país para garantir a estabilidade dos preços, a criptomoeda Bitcoin é criada por meio de um algoritmo que leva em consideração diferentes fatores. O Bitcoin funciona com dois tipos de chaves - pública e privada. Essas chaves são longas sequências de letras e dígitos criadas pelo algoritmo de criptomoeda da blockchain Bitcoin. As chaves públicas são visíveis a todos para transparência e manutenção de registros, enquanto as chaves privadas reforçam a propriedade e a transferibilidade.

Nas criptomoedas a rede P2P também funciona da mesma maneira. O que realmente impressiona na tecnologia P2P implantada no funcionamento das criptomoedas, é que eliminou totalmente a necessidade de qualquer instituição financeira para a confirmação de transações e o estabelecimento de confiança no sistema.

O dinheiro não precisa mais sair da conta do seu banco e ir para outro banco até chegar na conta de outra pessoa. Com as criptomoedas basta você sinalizar o endereço da carteira de quem vai receber e simplesmente enviar. Detalhe funciona em todos os lugares do mundo, basta ter um computador ligado a internet.

Para entender o seu funcionamento, devemos voltar à definição da rede P2P, pois a moeda digital é exatamente isso: registros criptografados de entradas e saídas de transações em um banco de dados descentralizado que são compartilhados.

Uma transação de Bitcoin é semelhante um registro num cartório, por exemplo. Mas vale destacar que milhares de pessoas fazem transações diariamente. Certamente é um número enorme de informações e registros. Mas onde eles são armazenados?

Os registros das transações de Bitcoin são armazenados em blocos. A cada 10 minutos surge um novo bloco que deve armazenar as novas transações que são feitas na rede.

Esse novo bloco se liga ao anterior, formando uma rede de blocos interligados e interdependentes um do outro. Ou seja, as informações são inseridas em um bloco que se liga ao bloco anterior de outras transações já registradas.

Tecnologia Peer-to-Peer (P2P)

Primeiro vamos explicar o que significa esse nome/sigla: P2P significa Peer to Peer e o 2 da sigla é um trocadilho com a palavra to (“para” em inglês), já em português, significa “par a par”. Possibilita a transferência de qualquer dado sem a necessidade de um intermediário.

O nome se refere ao formato à disposição dos computadores interligados à rede, onde cada computador conectado realiza as funções de cliente e servidor ao mesmo tempo, dessa forma, tudo é descentralizado, sem um único servidor centralizado que detenha o arquivo e precisa se encarregar de enviar todos os milhares de pedidos ao mesmo tempo.

Bitcoin é dinheiro real?

Sim e não. Atualmente, o Bitcoin é a alternativa mais viável à moeda convencional. No entanto, ainda está muito longe de adquirir a onipresença, a conveniência e a velocidade do dinheiro suportado pelas instituições financeiras tradicionais. Dito isto, foi relatado pelo HSB que cerca de 36% das pequenas e médias empresas nos EUA estão aceitando o Bitcoin como uma moeda válida. Alguns dos nomes notáveis incluem Expedia, Microsoft, AT&T, Overstock, Burger King e Wikipedia.

É importante observar que, em comparação com as altcoins, o Bitcoin tem sido mais popular com marcas centradas no consumidor como KFC, Playboy, Twitch, CheapAir e Subway. A maioria das outras moedas digitais é geralmente aceita por marcas e empresas que construíram seus negócios com uma abordagem focada em criptomoedas. Ao longo dos anos, o BTC adquiriu mais participação no mercado do que qualquer outra moeda virtual. No entanto, ainda há um longo caminho a ser considerado tão bom quanto o dinheiro real.

Taxas & despesas do Bitcoin 

Até o momento, a taxa média de transação do Bitcoin é de US $3.074 por transação, um aumento de 40% em comparação com o ano passado, quando a taxa média de transação era de cerca de US $2,196. A taxa média de uma transação de Bitcoin é determinada em dólares americanos quando um minerador processa e verifica uma transação na blockchain Bitcoin. Lembre-se de que as taxas podem variar dependendo do tráfego da rede ou da alta demanda por provas de trabalho. No último mês de 2017, quando o preço do BTC atingiu seu máximo, a taxa média de transação atingiu seu ponto mais alto, quase atingindo a marca de US $60,00.

Além disso, as comissões e taxas cobradas por uma variedade de trocas de criptomoedas, incluindo serviços de negociação, diferem em termos de porcentagem e estrutura de preços. Geralmente, a compra e venda por transferência bancária custará entre 0,5% e 3%, enquanto o uso de cartões de débito pode custar até 10%. Na mesma nota, as transferências bancárias podem vir com uma taxa fixa. O preço das transações com Bitcoin pode ser bastante complexo e diferir consideravelmente dependendo de fatores, incluindo modo de pagamento, quantidade de Bitcoin e presença geográfica.

Quais são as vantagens do Bitcoin?

Projetado para ser uma alternativa viável de pagamento, o Bitcoin oferece uma ampla variedade de benefícios, incluindo os seguintes:

  • Transações rápidas - Usando uma rede ponto a ponto que se estende por todos os continentes, o Bitcoin pode processar e verificar as transações em questão de minutos, independentemente da quantidade.
  • Pagamentos Globais - Com dinheiro convencional, os pagamentos internacionais são sempre um aborrecimento. O Bitcoin reduz o número de desafios associados à realização de transações internacionais e garante transferências rápidas e acessíveis.
  • Acessível - Um dos atrativos significativos das transações com Bitcoin são as baixas taxas de processamento, permitindo que os consumidores enviem e recebam qualquer quantia de dinheiro em qualquer lugar do mundo sem pagar taxas exorbitantes ou taxas de serviço.
  • Extremamente seguro - Blockchain é um sistema projetado para reforçar a segurança por unanimidade. Um único indivíduo com intenções malignas não pode comprometer o sistema, e a segurança também é reforçada através um sistema de encriptação.
  • Amplamente aceito - Bitcoin é a única grande criptomoeda com um amplo apelo a marcas de consumidores que incluem Microsoft, Burger King, KFC, Wikipedia e muito mais. Outras altcoins falharam em obter tração semelhante.
  • Transparência: o sistema é completamente transparente e permite que qualquer pessoa possa verificar a integridade dele. A transparência do sistema por trás do BTC foi reconhecida por grandes nomes de todas área, como juízes, cientistas da computação e empresários. 
  • Melhorando constantemente - A qualquer momento, centenas de desenvolvedores estão trabalhando no projeto Bitcoin Core para melhorar ainda mais o sistema de pagamento, incluindo processamento e verificação mais rápidos e taxas de transação ainda mais baixas.
  • Pseudo-anônimo: nem as transações nem as contas estão conectadas às identidades dos usuários (dependendo da plataforma usada).

O Bitcoin pode ser usado anonimamente?

Tudo o que você faz na internet não pode ser anônimo em termos absolutos. Dito isto, em comparação com o funcionamento das transações financeiras convencionais, o Bitcoin pode ser considerado como relativamente anônimo. A questão é que os governos estão tentando regulamentar o comércio de criptomoedas, o que significa que eles exigem que as trocas e plataformas de negociação cumpram os regulamentos KYC (Conheça o seu cliente) e AML (anti lavagem de dinheiro). Ao vender ou comprar Bitcoin em qualquer grande troca de criptomoeda confiável, você precisa fornecer pelo menos algumas informações pessoais para verificação.

Há também um outro lado do anonimato. Quanto mais anônimo você deseja que suas transações sejam, mais você fica longe das trocas de criptomoedas. E mesmo assim, é altamente provável que, se uma agência governamental ou um hacker especialista quiser descobrir sobre você, eles o façam.

Quão seguro é o Bitcoin?

O Bitcoin é um sistema inerentemente seguro, pois o mecanismo de blockchain é projetado para imutabilidade - o que, em linguagem simples, não pode ser revertido depois que uma transação ocorre. Além disso, a transação não pode acontecer a menos que todos os nós a verifiquem e dêem seu aceno de aprovação. Além disso, o BTC é protegido com um sistema de encriptação, tornando impossivelmente difícil para um hacker ou qualquer outro invasor malicioso invadir o blockchain.

Para armazenamento seguro de Bitcoins, estão disponíveis muitas carteiras de software e hardware que garantem que seus ativos digitais não sejam comprometidos. Essas carteiras podem ser protegidas ainda mais com autenticação de dois fatores, bem como uma senha.

Quais são as equipes que estão trabalhando no desenvolvimento do Bitcoin

O Bitcoin é um projeto vasto e dinâmico, com várias equipes e centenas de desenvolvedores trabalhando em diferentes aspectos dele em todo o mundo.

Uma das melhores coisas do BTC é que é um serviço gratuito, e qualquer desenvolvedor pode contribuir. Todo o código é armazenado em um repositório do GitHub, enquanto conversas sobre desenvolvimentos futuros ocorrem na lista de discussão Bitcoin-dev e no GitHub. Os desenvolvedores podem participar de projetos iniciais, nos quais podem escrever testes, corrigir gargalos existentes e trabalhar para encontrar soluções para problemas conhecidos. Algumas das equipes diretamente envolvidas no desenvolvimento do Bitcoin incluem o seguinte:

  • Bitcoin StackExchange
  • Bitcoin Core Slack Channel
  • Canal IRC # bitcoin-core-dev (no Freenode)
  • Fórum de Desenvolvimento Técnico e Discussão BitcoinTalk

Os principais colaboradores do BTC são mencionados no site, classificados pelo número de compromissos. Os principais colaboradores incluem Wladimir J. van der Laan com 6500+, MarcoFalke com 2500+ e Pieter Wuille com 1500+ commits. Você pode ver a lista completa no site oficial do Bitcoin. Além do núcleo e do desenvolvimento direto do BTC, existem muitos projetos de software livre nos quais os desenvolvedores podem trabalhar, incluindo Bitcoin Wallet, BFGMiner e Armory.

Onde usar o Bitcoin

No início de 2018, o Shopping Paço Alfândega, em Recife, passou a aceitar Bitcoin em todas as suas lojas. Overstock, Microsoft e Dell também aceitam a criptomoeda como forma de pagamento. E, com a adesão do PayPal, as possibilidades de compra com BTC aumentaram.

Além disso, você pode usar as criptomoedas para: Comprar produtos em diversos sites do exterior.

Quando você faz compras em sites do exterior, você usa seu cartão de crédito, porém o governo lhe cobra 6,38% de imposto (IOF). Para economizar, basta utilizar como meio de pagamentos o Bitcoin. Diversos sites já aceitam BTC como forma de pagamento lá fora, como Dell, Microsoft, Ovestock, TigerDirect, NewEgg e em breve qualquer site que aceite Paypal.

No Brasil não é difícil encontrar pessoas que aceitem o Bitcoin no Mercado P2P informal. Em páginas do Facebook e em classificados, é possível encontrar várias pessoas aproveitando das vantagens do Bitcoin para vender produtos. Más información en nuestras guías: "O que comprar com Bitcoin em 2020?" e "Quem aceita Bitcoin?".

Quais instituições financeiras são investidas no desenvolvimento do Bitcoin?

Como o Bitcoin é um concorrente direto de instituições financeiras e bancos, eles não desejam investir diretamente no projeto. Dito isso, eles estão tentando experimentar a blockchain Bitcoin e outras criptomoedas descentralizadas para desenvolver uma infraestrutura de pagamento mais viável e amigável ao consumidor. Esses bancos e instituições financeiras incluem Bank of America, JP Morgan, BNP Paribas, SocGen, Citi Bank, UBS, Barclays, Banco Santander, Standard Chartered e Goldman Sachs.

Mineração de Bitcoin

Mineração é o processo que ajuda o Bitcoin a processar transações e manter a blockchain segura. Envolve adicionar novos blocos ao blockchain, transportando novas transações e mantendo um registro cronológico. Depois que a transação é verificada, os blocos são divididos, as chaves são criadas e os BTCs são transferidos. Os mineradores também podem criar novos Bitcoins usando o poder da computação para encontrar soluções para problemas de criptomoedas. No entanto, isso também é verdade para outros ativos.

A recompensa dada em termos de BTC é baseada na decisão unânime da rede e geralmente é de cerca de 6,25 BTC. Para garantir que não haja inflação, o Bitcoin tem uma oferta fixa de 21 milhões de BTCs.

Carteiras Bitcoin 

Se você deseja armazenar seu BTC de maneira segura, precisará de uma carteira BTC. Pode ser um dispositivo ou software físico que você pode usar no seu navegador ou fazer o download como um aplicativo no seu PC ou celular. Algumas das principais carteiras do BTC incluem o seguinte:

  • Ledger Nano S (carteira de hardware)
  • Trezor (carteira de hardware)
  • Electrum (carteira de PC de mesa)
  • Blockchain (carteira on-line na web)
  • Robinhood (Para negociação segura)
  • Exodus (carteira de desktop para iniciantes)
  • Mycelium (carteira móvel - iPhone/Android)

Bitcoin vale o investimento?

Não existe uma resposta fácil a esta pergunta. O problema é que as criptomoedas, incluindo o Bitcoin, só são famosas há alguns anos e não têm uma infraestrutura estável por trás delas. Isso significa que o preço é ditado estritamente pela demanda e pela oferta, que pode ser afetada por vários fatores políticos e sociais. Isso introduziu muita volatilidade no espaço criptográfico. Por um lado, você pode perder muito dinheiro em questão de minutos, enquanto, por outro, pode ganhar muito em pouco tempo também.

É por isso que você precisa ser extremamente cauteloso ao lidar com criptomoedas, incluindo Bitcoin. Invista apenas um valor que, se perdido, não tenha nenhum efeito adverso em sua situação financeira. O Bitcoin está aqui para ficar, mas ninguém pode prever como seu preço se moverá no dia seguinte. Você precisa exercer a devida diligência ao investir e garantir que está tomando todas as medidas de segurança.

eToro
Características principais
Aceita clientes dos EUA
Plataforma premiada de negociação de criptomoedas
Grande variedade de ativos de criptografia
Um dos corretores que mais cresce no mundo
Depósito Mínimo
$50
United States
Características principais
Aceita clientes dos EUA
Plataforma premiada de negociação de criptomoedas
Grande variedade de ativos de criptografia
Um dos corretores que mais cresce no mundo
Moedas Principais
  • ETH
  • NEO
  • ADA
  • BTC
  • XLM
Métodos de Pagamento
Transferência bancária, Transferência bancária
O eToro é uma plataforma de negociação social com sede em Chipre. A empresa revolucionou o setor de comércio on-line, introduzindo maneiras inovadoras para os investidores capitalizarem nos mercados financeiros.
Os ativos criptográficos são produtos de investimento não regulamentados e altamente voláteis. Nenhuma proteção dos investidores na UE. A eToro USA LLC não oferece CFDs e não representa e não assume responsabilidade quanto à precisão ou integridade do conteúdo desta publicação, preparada por nosso parceiro, utilizando informações específicas não relacionadas à entidade sobre o eToro publicamente disponíveis. Seu capital está em risco.
FOREX.com
Características principais
Depósito Mínimo
$50
United States
Características principais
Moedas Principais
Métodos de Pagamento
Cartão de débito, Bank Wire, ACH, Cartão de crédito, PayPal
Fundada em 1999, parte da GAIN Capital Holdings. Licenciado em jurisdições altamente regulamentadas, FCA, IIROC, NFA, CFTC, CIMA, FSA. Formas de pagamento ACH, cartão de débito, transferência bancária. Depósito mínimo de $ 50.
CEX.IO
Características principais
Depósito Mínimo
$20
United States
Características principais
Moedas Principais
  • BTC
  • ETH
  • USDT
  • DOGE
  • BCH
Métodos de Pagamento
Cartão de crédito, Cartão de débito, Transferência bancária, Criptomoedas, Skrill

Notícias

Empresas de Bitcoin se beneficiarão de uma abordagem de trabalho remoto

Empresa de pagamento de Bitcoin, BitPay agora se juntou a milhares de empresas de...

O preço do Bitcoin chega a US $ 10.950, enquanto a MicroStrategy confirma US $ 425 milhões em BTC

A empresa compra Bitcoin no valor de $ 425 milhões, enquanto o preço parece...

Bitcoin excede os $ 10.800, os touros ficam de olho em $ 11.000

BTC/USD sobe para $ 10.700, com o par BCH/USD entre os 10 primeiros com...

Mais de $ 1 bilhão em Bitcoin está bloqueado no DeFi

Mais de 100 mil bitcoins “sintéticos” ou US $ 1,07 bilhão foram cunhados no...

O hashrate do Bitcoin chega a 135.2 EH/s enquanto o otimismo dos mineradores continua

A taxa de hash está no nível mais alto, apesar de uma semana em...

Gap do CME Futures permanece não preenchido, pois o Bitcoin detém $ 10 mil

O par BTC/USD caiu para mínimos de $ 9.850 antes que os touros defendessem...

Alternative Cryptocurrencies

Neo
Neo logo Neo »
XRP
XRP logo XRP »
Bitcoin Gold
Bitcoin Gold logo Bitcoin Gold »
Ethereum Classic
Ethereum Classic logo Ethereum Classic »
Ethereum
Ethereum logo Ethereum »
Cardano
Cardano logo Cardano »

FAQs

  1. Você pode usar computadores especializados chamados ASICs para extrair o BTC, mas lembre-se de que é bastante desafiador fazer isso se você estiver executando um sistema pequeno.

  2. Para melhor segurança, você pode usar o armazenamento a frio, que envolve o uso de carteiras de hardware como Ledger Nano S e Trezor. Para alcançar um equilíbrio de segurança e conveniência, carteiras de software como Mycelium, Exodus e Electrum farão bem o trabalho.

  3. Você pode comprar Bitcoin através de uma troca de criptomoedas usando métodos de pagamento convencionais, como transferência bancária e cartões bancários.

  4. Devido à alta volatilidade dos preços das criptomoedas, não há como adivinhar. O Bitcoin está aqui para ficar, mas ninguém sabe a que preço alcançará estabilidade.

  5. Atualmente, a taxa média de transação gerada pela blockchain é de cerca de US $3 e US $4. A bolsa pode ter suas comissões e encargos.

  6. Os benefícios significativos incluem descentralização, taxa baixa, processamento rápido e alta segurança. Uma das vantagens que o diferencia é sua aceitação como moeda viável por marcas centradas no consumidor como Burger King e Microsoft.

  7. Existem apenas dez países onde o Bitcoin é totalmente banido. Você terá que verificar por conta própria para garantir que seu país permita transações BTC ou não.

  8. Atualmente, é os dois. Os tempos de processamento rápidos e a baixa taxa de transação tornam a moeda alternativa, enquanto alta volatilidade e potencial tecnológico significam que também é um veículo de investimento para os traders.