Trezor - Revisão 2020

4.5 Stars

Trezor é uma das soluções de carteira pioneira para criptomoedas, permitindo que você armazene seus tokens com segurança, independentemente de querer usá-los como moeda ou para negociação.

Trezor foi a primeira carteira de hardware de criptomoeda do mundo, e seus proponentes afirmam que é uma das mais seguras. Nesta revisão do Trezor, avaliaremos as qualidades e características do essa "hardware wallet".

Como configurar sua carteira Trezor 

1. Encomendar/Comprar carteira Trezor: Como o Trezor é uma carteira de hardware, não há download inicial; como tal, os usuários devem comprar o dispositivo online ou na loja. Este dispositivo externo deve ser mantido em um ambiente offline. Assim que tiver seu dispositivo, é hora de inicializar a solução de hardware.

2. Configuração inicial: Conecte sua carteira Trezor ao computador usando um cabo USB. Vá para wallet.Trezor.io, de onde você pode instalar a extensão do Chrome. Instale todo o firmware mais recente seguindo as instruções na tela. Desconecte o Trezor, reconecte e configure seu PIN.

3. Receber e enviar criptomoedas: Em primeiro lugar, conecte seu dispositivo Trezor e acesse a página da conta na Carteira Trezor. Vá para a guia Enviar. Selecione a criptomoeda necessária no canto superior esquerdo da tela. Apenas envie e receba fundos entre contas da mesma criptomoeda.

Prós e Contras do Trezor

Pros

100% armazenamento refrigerado
Autenticação de dois fatores incluída
Assina cada transação de criptomoeda de maneira única
O código-fonte aberto é auditável e transparente
Acessível
Leve e compacto
Altamente seguro

Cons

Determinístico não hierárquico
Design básico
Acessórios ruins

Criptomoedas compatíveis com Trezor

É impossível listar todas as moedas suportadas pelo Trezor, pois existem mais de 600. Mas algumas das moedas mais populares que são compatíveis com a carteira incluem:

Comparando Trezor

O chip interno usado com o Trezor é um dos principais diferenciais desta carteira de hardware e algumas das outras disponíveis no mercado. Isso permite que o Trezor armazene muitas informações valiosas enquanto mantém os dados protegidos contra hackers.

Outra inovação interessante que Trezor adicionou recentemente é a capacidade de executar uma recuperação segura do sistema. Esta é uma camada extra de garantia para os usuários do dispositivo de que suas informações e fundos estarão sempre seguros. No entanto, para os usuários que acham que esta carteira não é para eles, existem muitas outras opções que podem experimentar.

Historia do Trezor

A ideia por trás do Trezor veio à tona em 2011, após uma conferência de Bitcoin em Praga. Pavol "Stick" Rusnák e Marek "Slush" Palatinus se reuniram na República Tcheca e começaram a pensar em um novo projeto de criptomoeda.

Em 2013, os dois pioneiros lançaram um projeto de crowdfunding, e isso resultou na fundação da organização SatoshiLabs que supervisionaria Trezor em dezembro. A empresa desenvolveu muitos serviços desde então, incluindo Trezor Wallet e Trezor Password Manager.

Trezor foi lançado oficialmente em 29 de janeiro de 2014. Este dispositivo de primeira geração logo começou a criar um burburinho no mercado.

Em setembro de 2015, os dois fundadores comemoraram o uso ativo do dispositivo em mais de 100 países em todo o mundo.

E a SatoshiLabs lançou uma nova inovação em abril de 2016, quando mudou para o back-end Bitcore de código aberto. A empresa observou neste momento que as consultas de atendimento ao cliente quase desapareceram totalmente como resultado.

Trezor também adotou o SegWit em agosto de 2017, tornando-se a primeira carteira de hardware a fazer tal movimento. SegWit é uma atualização significativa com muitos benefícios exclusivos, principalmente sendo significativamente mais escalável.

Finalmente, em setembro do ano passado, a SatoshiLabs lançou uma versão beta de seu firmware somente Bitcoin para dispositivos Trezor.

Trezor: Desempenho, Recursos e Funcionalidade

Trezor possui uma ampla gama de recursos excelentes. Em primeiro lugar, sua interface de carteira na web cobre uma ampla variedade de projetos, incluindo Bitcoin, Litecoin, Bitcoin Cash, Bitcoin Gold, Zcash, DASH e muitos outros.

O Trezor também possibilita o envio de moedas para endereços P2PKH, P2SH e bech32, proporcionando flexibilidade aos usuários. Os usuários recebem automaticamente uma verificação de endereço, o que ajuda a tornar o sistema mais confiável e seguro.

Várias contas Trezor estão disponíveis para todas as criptomoedas com suporte, oferecendo flexibilidade e opções para os consumidores. E um recurso de etiquetagem foi incluído, o que garante o gerenciamento direto de seus movimentos de conta e moedas. Há também uma série de opções avançadas de envio disponíveis.

A confirmação no dispositivo para todas as operações confidenciais é fornecida e os usuários também recebem um valor aproximado em tempo real na moeda fiduciária de sua escolha. As integrações de terceiros por meio do Trezor Connect também são úteis, embora haja uma opção de back-end personalizada para usuários avançados.

Privacidade

Trezor oferece excelentes condições de privacidade, o que significa que todas as transações são totalmente seguras e protegidas. O desenvolvedor de carteira SatoshiLabs não pode rastrear nenhuma ação usando Trezor, e este princípio é protegido por não incluir números de série.

Além disso, todo o software utilizado com o Trezor é totalmente transparente, beneficiando-se de seu status de código aberto. Não há nomes de usuário ou senhas necessários para usar o Trezor, o que significa que é impossível roubar essas credenciais do usuário.

A privacidade é determinada pela carteira usada com Trezor: Electrum, MultiBit HD e GreenAddress no desktop, GreenBits e Mycelium no Android e myTrezor.com na web. Cada um deles oferece segurança excepcional, o que significa que todas as transações são totalmente seguras.

Interface de usuário Trezor 

A interface de usuário do Trezor é impressionante e foi atualizada recentemente pela SatoshiLabs. Possui um design claro e limpo e é muito divertido de usar a qualquer momento.

A primeira coisa que é particularmente notável na interface de usuário do Trezor é a paleta de cores brilhantes adotada. Isso é um pouco mais alegre do que os tons mais escuros que estavam presentes anteriormente. As novas alterações ajudam a criar uma impressão favorável, com o cinza escuro sendo substituído por variantes mais claras, os tons pretos totalmente retirados e os tons mais claros sendo introduzidos.

No geral, há muita clareza em como a interface do usuário foi projetada e ajuda a destacar as informações essenciais.

Existem alguns outros toques que tornam o Trezor fácil de usar também. O seletor de moeda é particularmente útil e ocupa um lugar mais proeminente na interface redesenhada. Facilita a seleção da moeda de sua escolha, pois os ícones das moedas ficam mais visíveis, evitando confusões ou erros.

Talvez o aspecto mais notável das interfaces do Trezor seja a aparência organizada e limpa. Ele possibilita que as pessoas interajam com o sistema de carteira Trezor de maneira contínua, e até mesmo novos usuários podem utilizar a nova interface em questão de minutos.

A carteira Trezor continua sendo uma carteira baseada na web, desatada a um sistema operacional específico, permitindo maior flexibilidade, mas isso não seria possível sem uma interface inteligente. E o recente redesenho da IU do Trezor sem dúvida conseguiu isso.

Trezor é seguro?

Trezor continua sendo um dos sistemas sem fio mais seguros disponíveis no mercado, fornecendo provisões excelentes para uma ampla gama de criptomoedas. Com a proteção que a SatoshiLabs implementou, o roubo físico e virtual se torna impossível.

Como o Trezor é uma carteira de hardware que oferece aos usuários controle total sobre as chaves privadas, invadir o sistema é praticamente inviável. A única maneira de invadir uma carteira Trezor seria se o usuário fosse negligente com suas disposições de segurança.

Outra vantagem do uso de chaves privadas é que todo o sistema de carteira pode ser copiado com as 24 palavras geradas quando é inicializado. Esta semente de 24 palavras altamente complexa é gerada usando técnicas de randomização do dispositivo e um computador conectado. A semente é gerada offline e exibida na tela do Trezor, garantindo que a semente nunca esteja presente em nenhum dispositivo conectado à Internet.

Outra camada de segurança incorporada ao Trezor é a exigência de um código PIN quando o sistema é configurado. A etapa também é necessária para qualquer gasto ou transação, e há outro mecanismo bacana embutido no sistema para garantir que ele não possa ser rastreado. Após cada suposição incorreta, a espera antes que outra suposição possa ser feita é aumentada pela potência de dois. Graças a esse mecanismo, um hacker levaria 17 anos para fazer 30 suposições de pinos.

Se isso não for segurança suficiente, também é possível adicionar uma frase secreta no topo da semente de 24 palavras, efetivamente atuando como a 25ª palavra de segurança. No entanto, deve-se observar que é fundamental lembrar essa senha longa, pois, sem ela, é impossível recuperar a carteira. Nem todos os usuários irão, portanto, optar por essa ideia de frase secreta, mas ela adiciona uma camada extra de segurança.

No entanto, se você se lembrar das informações de segurança relevantes, a recuperação da carteira é relativamente simples, mesmo se um dispositivo Trezor for perdido ou danificado. A recuperação pode ser realizada com outro Trezor ou com outras carteiras, como Electrum ou Mycelium.

O site da Satoshi Labs também fornece uma grande quantidade de informações de segurança e é um recurso valioso. A equipe por trás do dispositivo se esforçou muito para garantir que essa carteira seja o mais segura possível.

Como armazenar suas Criptomoedas no Trezor

Armazenar moedas no Trezor é bastante simples e pode ser considerada uma carteira acessível e fácil de usar. No entanto, embora este seja um processo relativamente simples, é crucial armazenar todas as criptomoedas com cuidado.

Como muitos investidores optam por armazenar suas altcoins por um período relativamente longo, para obter lucros por meio de ganhos de preço, é vital proteger suas moedas contra roubo. As carteiras são essenciais a este respeito, o que significa que muitas soluções diferentes surgiram.

Como transferir seus fundos cripto de/para Trezor

A transferência de seus fundos por meio do sistema Trezor pode ser realizada seguindo estas etapas:

  • Para fazer pagamentos, conecte seu dispositivo Trezor e acesse a página da conta na Carteira Trezor, antes de ir para a guia Enviar.
  • Selecione a criptomoeda que deseja enviar no canto superior esquerdo da tela. Trezor Wallet oferece suporte a Bitcoin, Litecoin, Dash, ZCash, Dogecoin, Vertcoin, Bitcoin Cash e Bitcoin Gold e muitos outros.
  • Muitas outras criptomoedas podem ser acessadas usando carteiras de terceiros.
  • Insira o endereço de destino e o valor.
  • Confirme a transação em seu dispositivo Trezor.
  • Digite o endereço de destino. Você pode digitar o endereço de destino ou digitalizá-lo na forma de um código QR pressionando o botão 'Digitalizar código QR' no campo de endereço.
  • Insira o valor necessário. Lembre-se de que as taxas de câmbio da moeda fiduciária são estimativas baseadas na taxa de câmbio atual.
  • Defina o nível de prioridade e taxas de transação. Existem quatro níveis diferentes de prioridade (alta, normal, econômica, baixa).
  • Por fim, pressione enviar e será solicitado que você confirme sua transação. Antes de enviar, verifique se o valor e endereço de destino estão corretos e depois confirme.
  • Depois de confirmar o endereço de destino e a quantia que deseja transacionar, a carteira exibirá a quantidade total de moedas e a taxa de transação. Verifique e confirme mais uma vez.
  • As transações aparecem na guia Transações. Inicialmente, eles aparecem não confirmados, mas após a primeira aprovação na rede, você verá o horário da confirmação ao lado da transação.

Trezor é bom para mim?

A carteira Trezor provou ser extremamente popular, mas pode não funcionar para todos. Existem outras opções disponíveis no mercado, por isso é fundamental considerar alguns fatores.

Eu sou um iniciante

Todo esforço foi feito para garantir que o Trezor seja o mais amigável possível, o que é uma boa notícia para iniciantes. Sua interface de usuário é particularmente clara e direta, o que torna todo o sistema fácil de usar e recompensador. Além disso, as disposições de segurança incorporadas ao Trezor significam que as pessoas novas no conceito de criptomoeda não precisam se preocupar em usar moedas digitais com segurança.

Eu sou um especialista

Os usuários avançados ficam bem atendidos pelas opções de personalização oferecidas pelo Trezor, bem como pelo fato de que as taxas de transação do usuário podem ser definidas manualmente (veja abaixo). A vasta gama de criptos menos conhecidos que são compatíveis com o Trezor também atrairá usuários experientes.

Taxas e custos do Trezor

Não há taxa de transação padrão associada ao Trezor. As transações no Trezor podem ser definidas como baixa, econômica, normal ou alta, e podem até ser personalizadas. Quanto mais alta a taxa, mais rápida é a operação.

Tutorial: Como configurar o Trezor

Configurar é muito simples. Você conecta o dispositivo ao computador, instala um app do próprio Trezor que permita o dispositivo se comunicar com o computador e segue as instruções.

Escolhendo um código PIN

  O código PIN será usado para identificar que você é o verdadeiro proprietário do Trezor cada vez que você ligá-lo a um computador. O processo de configuração é usando uma combinação entre o dispositivo e o computador, a fim de certificar-se de que vai ser muito, muito difícil rastrear "roubar" seu PIN. Ele vai esconder os números na tela do pc, ficando visível apenas no dispositivo, solicitando que você escolha os números certos olhando para o dispositivo mas selecionando na tela do computador assim:

  

Enquanto, , a exibição dos números reais só é visível em seu Trezor:

 

Desta forma, mesmo que alguém esteja monitorando suas teclas, não vai ser capaz de saber qual o seu PIN. Quando você estiver configurando o seu Trezor pela primeira vez, você terá que digitar o seu novo PIN duas vezes. Os números mudaram de posição todas as vezes que for usar seu Trezor.

Anote a chave privada mestre

Em seguida, será solicitado escrever as palavras de recuperação a "Recovery seed". Essa lista é um conjunto secreto de palavras que você vai usar para recuperar os seus bitcoins no caso de você perder o seu Trezor. O dispositivo irá mostrar-lhe uma lista de 24 palavras que você precisará escrever. Esta lista deve ser mantida em um local seguro, pois ela pode ser usada para recuperar suas chaves privadas e consequentemente roubar seus bitcoins.

Pronto seu dispositivo está pronto para ser usado

Após essas simples etapas, concluída a instalação você precisará conectar o Trezor a qualquer computador com acesso ao myTREZOR.com - Este é o cliente para o Bitcoin Trezor. De lá, você será capaz de enviar Bitcoins para quem quiser.  

O Trezor pode ser hackeado? Uma dos grandes recursos do Trezor é que não há nenhum “username” ou “password” para acessar sua conta. Suas credenciais são o dispositivo Trezor. Então, se alguém não tiver acesso físico para o seu dispositivo não há nenhuma maneira dele pode acessar minha conta. Mas se alguém puder ter acesso ao meu dispositivo? Esse é a única vulnerabilidade do Trezor e esse tipo de invasão pode ser facilmente evitado, esse tipo de ataque é feito fisicamente (não remotamente) em um computador que é deixado sem vigilância, então preste mais atenção ao seu computador e caso não esteja usando o seu trezor, guarde-o em um local seguro.

Para proteção extrema, configure uma senha

No caso de uma empregada doméstica do mal ou um parente mal intencionado as tuas chaves privadas e principalmente seus bitcoins estão em risco. Mas para resolver esse problema o Trezor, permite que você adicione uma proteção adicional. Isso significa que você vai precisar usar uma senha para acessar os seus Bitcoins. A senha não deve ser escrita em qualquer lugar e deve ser memorizada para que realmente seja segura. Mas cuidado ao ativar esse tipo de senha, caso perca-a você perderá completamente o acesso aos seus bitcoins.

Considerações finais sobre Trezor

Trezor é uma das soluções de carteira mais destacadas disponíveis no mercado, fácil de usar e segura. O preço da carteira também é competitivo, o que significa que este dispositivo é adequado para a maioria dos orçamentos e para muitas pessoas.

Desde que foi lançado há sete anos, Trezor continuou a dominar o mercado de carteiras de hardware. Isso é graças a uma equipe dedicada que está continuamente trabalhando para melhorar a carteira por meio de recursos e funcionalidades adicionais. Trezor é definitivamente a carteira de escolha para usuários que amam proteger seus ativos cripto de atores mal-intencionados, sem nunca ter que se preocupar com eles serem roubados.

FAQs

  1. Uma carteira de hardware é um tipo especial de dispositivo que possibilita o armazenamento de criptomoedas. Trezor é a primeira carteira de hardware de criptomoeda do mundo e uma das mais seguras e, portanto, tornou-se extremamente popular.

  2. O dispositivo Trezor é compatível com Windows 10, macOS 10.11 e superior no desktop e Linux e Android OS no celular.

  3. O Trezor One pode ser descrito como a carteira populista, que vendeu grandes quantidades de unidades. Oferece excelente segurança e gerenciamento de senha. O Trezor Model T é uma carteira de hardware totalmente nova, destinada a fornecer uma experiência de usuário particularmente intuitiva.

  4. Isso não é possível, pois o Trezor é protegido pela proteção de segurança líder do setor. A única maneira de comprometer o dispositivo seria devido a um erro do usuário.

Company Information

Company Name
Trezor.io

Informação de conta

Métodos de Pagamento
Cartão de crédito, Bitcoin