Saiba qual é o trabalho de tecnologia que está ultrapassando o blockchain

0 Comentários

Inegavelmente o blockchain tem quebrado paradigmas ao redor do mundo. Sua utilização por empresas cresce a cada dia. Como resultado, conseguiu ser a especialização de profissionais mais buscada no LinkedIn por empregadores dos EUA, Reino Unido, França, Alemanha e Austrália.

“Pela primeira vez este ano, o blockchain não só fez a lista de competências de topo, como também a superou, aumentando a consciência e a procura para as aplicações mais amplas desta competência”.

A empresa ainda acrescentou:

“As habilidades que as empresas mais precisam foram determinadas analisando as habilidades que estão em alta demanda em relação à sua oferta. A demanda é medida identificando as habilidades listadas nos perfis do LinkedIn de pessoas que estão sendo contratadas com as taxas mais altas. Somente cidades com 100.000 membros do LinkedIn foram incluídas”. 

Apesar de tudo isso, blockchain não é o trabalho de tecnologia mais demandado em todos os sites de busca de profissionais. O blockchain perdeu a corrida para uma área que não conseguiu nem entrar no top 10 do LinkedIn.

De acordo com o relatório de mais de 10.000 empresas da Hired a liderança é ocupada pela realidade virtual. A demanda por engenheiros dessa área aumentou em 1.400% em 2019. Em contrapartida, a busca por engenheiros de blockchain aumentou apenas 9% no mesmo ano. Isso está muito abaixo do grande aumento de 517% de 2018.

“Vemos o crescimento da demanda de AR / VR como um reflexo direto da própria tecnologia atingindo a maioridade para uma faixa mais ampla de negócios fora dos jogos”, escreveu Hired.“De empresas de beleza como a Sephora a varejistas de móveis como a Wayfair, muitos tipos de empresas estão adotando as capacidades dessas tecnologias mundiais de construção e aprimoramento.”

Além disso, o blockchain também é superado pelos cargos de engenharia de visão computacional e de jogos. Os dois subiram 146% cada. Especialistas em linguagem Go da Google também são muito demandados.

Embora a queda em relação a 2018 tenho sido grande, os engenheiros de blockchain podem ficar felizes. Como ainda é uma área com pouca concorrência os salários são consistentes, altos e estão pagando US$162.000 por ano. Em contraste, os engenheiros de realidade virtual ganham em média US$156.371 por ano em São Francisco. Ademais, esse número diminui fora dos Estados Unidos. Em Londres, por exemplo, ele é de US$83.878 por ano mesmo com especialistas afirmando que veremos um impacto da realidade virtual nos próximos cinco anos.

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.