IOTA planeja reativar sua blockchain no começo do março

0 Comentários

Recentemente a IOTA teve um problema em sua carteira oficial para desktop chamada Trinity. O problema foi uma vulnerabilidade que permitia a exploração de um erro e que possibilitava o roubo de valores guardados nessas carteiras. Na época, a Fundação IOTA pausou a rede principal para poder lidar com o problema. Isso fez com que algumas pessoas até acreditassem que o projeto estivesse morto de vez.

No entanto, a Fundação IOTA disse nessa quinta feira que pretende reativar a rede IOTA até o dia 2 de março. As informações são do The Block.

Claro, esse desligamento abrupto, seguido de semanas de pausa antes de uma possível volta, com certeza vai trazer muitos problemas para a reputação da IOTA.

Basta analisarmos a situação como um todo para notar que há uma grande falha em toda a ideia do IOTA. O IOTA quer ser a blockchain da Internet das Coisas (IoT), a descentralização dessa tecnologia. Com isso em mente, como uma rede descentralizada pode ser desligada por uma entidade central? O Bitcoin não pode ser desligado da mesma maneira.

Enquanto faz sentido a pausa da rede para tentar solucionar os problemas, isso abre um buraco na descentralização proposta pela blockchain. Se uma companhia pode pausar uma blockchain ela pode também rever transações, desviar fundos, entre outras coisas.

 

Como comprar XRP no Brasil

 

Além disso, caso houvessem equipamentos de IoT ligados à rede IOTA durante a pausa, como seria o funcionamento deles? A recuperação da rede vai ter que contar com muito mais do que resolver os problemas de segurança.

A organização sem fins lucrativos disse hoje que está desenvolvimento ferramentas de transição para os usuários transferirem seu dinheiro de suas contas para novas contas, sem correr nenhum risco.

Após as transações estarem completas, a Fundação vai ligar a rede mais uma vez. Desde os primeiros relatos do ataque a blockchain está pausada para evitar novos ataques.

Desde o período ataque a companhia está trabalhando com agências da lei, incluindo o Centro de Crimes Cibernéticos da Alemanha e o FBI. O objetivo é identificar a causa do ataque, de acordo o co-fundador do IOTA Dominik Schiener.

O valor total perdido é de cerca de US$2 milhões e parte do dinheiro já foi transferido para corretoras, Schiener informou ao site The Block.

Com isso, a Fundação IOTA está trabalhando em uma forma de ressarcir as vítimas do ataque. No entanto, detalhes sobre como esse plano vai ser realizado não estarão disponíveis até o final da semana que vem.

Veja também: Ex-prefeito é acusado de lavar dinheiro usando Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.