Dificuldade de mineração do Bitcoin pode atingir 15 trilhões

0 Comentários

Recentemente o Bitcoin vem tendo um bom desempenho em relação ao seu hashrate. Esse é o poder computacional que está presente na blockchain, ou seja, o número de máquinas que está efetivamente minerando as criptomoedas. Por causa do sucesso desse poder computacional, a dificuldade de mineração pode atingir um novo recorde de 15 trilhões.

A dificuldade do Bitcoin vem aumentando nos últimos dias de forma constante, após analises especialistas acreditam que o aumento da dificuldade pode atingir um novo recorde histórico, na casa dos 15 trilhões.

O Bitcoin possui uma ferramenta de controle de dificuldade, diminuindo quando o hashrate está baixo e aumentando quando o hashrate está muito alto. Esse dispositivo está implementado no código para que o número de moedas mineradas não seja mudado drasticamente por mais poder computacional e para garantir uma melhor concorrência entre todos os nós participantes.

Quando o rashrate aumenta a dificuldade de mineração também aumenta e é exatamente isso que vem acontecendo com o Bitcoin desde o começo do ano. Como foi estimado pela CoinMetrics, empresa especializada na pesquisa do mercado de criptomoedas, a dificuldade do Bitcoin vem aumentando constantemente em uma taxa de 8%.

A pesquisa realizada pela plataforma afirma que nos próximos quatro dias a dificuldade de mineração do Bitcoin vai alcançar um valor recorde de aproximadamente 15,000,000,000,000. A companhia afirma que o aumento recorde na dificuldade está relacionado ao fato do Bitcoin de o Bitocoin continuar mantendo níveis recordes de hasrate desde o começo de 2020.

Assim como o rashrate é uma boa medida para quem quer ficar de olho nos gráficos de Bitcoin, a dificuldade também é um importante dado para análises, principalmente por que alguns acreditam que ele tem alguma correlação com quedas e aumentos no preço da criptomoeda.

A dificuldade aumenta a cada duas semanas para garantir que os blocos são acrescentados em intervalos regulares e para que mais mineradores se juntem à rede. Por isso, ela esse dado está intimamente ligado ao lucro dos mineradores, consequentemente as suas capitulações e ao preço do mercado geral.

Em uma recente atualização o analista conhecido no criptomercado como PlanB, mostrou que, historicamente, o preço do Bitcoin tem tendência de rali durante as baixas da dificuldade de mineração. O analista revelou que desde a criação do Bitcoin, houve vários ciclos de dificuldades e para cada novo rali, uma tendência de magnitude menor do que a anterior.

Veja também: Grupo Bitcoin Banco anuncia que vai voltar a funcionar

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

 

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.