HomeBitcoin começa o ano batendo recorde de hashrate

Bitcoin começa o ano batendo recorde de hashrate

janeiro 2, 2020 By Soraia Barbosa

2019 foi um ano bem interessante para o Bitcoin, a criptomoeda atingiu vários pontos importantes para o fortalecimento de seus fundamentos. Comparado ao final de 2018, o final de 2019 mostrou uma moeda muito mais forte em seu preço, em sua adoção e também como um ativo de forma geral.

2020 tem tudo para ser um ano igualmente interessante ou até mesmo mais movimentado. Isso porque em maio acontece o halving, evento que vai diminuir a recompensa de mineração de bloco pela metade.

Esse é um evento que muitos consideram como uma grande oportunidade de aumento de preço por causa da diminuição de oferta e aumento da demanda. Historicamente esse tem sido um bom momento para o BTC, apesar de opiniões diferentes sobre o assunto.

Mas o ano já começou com um dado muito importante para o criptomercado. Com a iminente chegada do halving nesse ano, o Bitcoin já atingiu um novo recorde importante. A hashrate da rede mais uma vez superou a sua alta histórica, alcançada em 2019.

Dados de diversos sites de monitoramento da rede como o Blockchain e Coin Dance mostram que a taxa de poder computacional da blockchain atingiu o seu valor mais alto no dia 1 de janeiro de 2020.

 

Saiba como comprar Bitcoin no Brasil

 

Os dados mostram que a taxa de hash subiu para 143 quintilhões de hashes por segundo (Hexahash por segundo, h/s), bem acima dos 119h/s conquistados durante 2019. Ainda não se sabe o que causou a alta repentina, principalmente com a situação complicada da mineração na China.

O aumento no poder computacional pode ter surgido logo no começo do ano por causa do interesse no halving. Seja porque os mineradores estão querendo aproveitar a possível alta após o evento ou porque estão buscando minerar mais moedas antes da recompensa ser cortada pela metade, consequentemente diminuindo o número de moedas.

A expectativa é que essa taxa continue crescendo conforme nos aproximamos de maio. Tanto por causa do interesse dos mineradores na valorização da moeda quanto por causa de novos equipamentos de mineração com mais tecnologia.

A taxa de poder computacional da rede é um dos principais indicativos da rede. Quanto maior o poder computacional, mais estável e segura é toda a blockchain, mitigando a possibilidade de ataques externos.

Apesar de não ser um indicativo direto de preço, o valor do Bitcoin costuma acompanhar o aumento no poder computacional da rede, mas isso depende de vários outros fatores.

Essa é uma importante marca para o Bitcoin e pode demonstrar que teremos um bom ano à frente da principal criptomoeda do mercado.

Veja também: Dash Evolution é lançada na Testnet

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais: