Binance DEX é descentralizada só no nome

0 Comentários

vitalik buterin fundador da Ethereum

Em março deste ano (2019), a Binance lançou sua exchange descentralizada, a Binance DEX. A Binance DEX passou por um período de dois meses na rede de testes onde quase 8,5 milhões de transações foram feitas em uma competição comercial simulada, competição de codificação e programa de recompensa de bugs, com várias novas atualizações e aprimoramentos implementados. O intuito da Binance, ao lançar sua DEX, era de aumentar o crescimento da comunidade.

A exchange teve um bom desenvolvimento no decorrer do ano, mas mesmo assim enfrentou algumas críticas. A mais recente é de Vitalik Buterin, co-fundador do Ethereum (ETH). Buterin declarou que a Binance DEX tem descentralização apenas no nome.

O jovem Vitalik fez a alegação logo após a exchange BTSE compartilhar um video feito por Riccardo Spagni, criador do Monero (XMR), no Twitter. No video Spagni apresentou a nova exchange BTSE baseada no blockchain da Liquid. Esse compartilhamento trouxe uma reação inusitada do programador russo.

“Oh, eu sou a favor das danças idiotas, a parte que eu acho tola é criticar o Ethereum por ser centralizado e capacitar as ICOs e depois dar meia volta e se promover usando um token centralizado em cima de uma cadeia de consórcios autorizados que está fazendo uma ICO”, argumentou Vitalik.

Lina Seiche, diretora de marketing da BTSE, respondeu de forma rápida. Seiche disse que o grande problema é a afirmação de que o ETH e descentralizado quando, na verdade não é.

“Se esse era o cerne de suas críticas, você os veria falando sobre Binance da mesma maneira. Acho que a verdadeira crítica está em afirmar que o Ethereum é descentralizado quando claramente não é. O Liquid nunca foi anunciado como descentralizado”.

Vitalik continuou argumentando que a Binance DEX, pelos serviços oferecidos aos seus usuários, não tem nenhuma descentralização.

“A Binance DEX afirma ser uma DEX no nome, mas dificilmente é descentralizada. Parece um alvo muito melhor do que o Ethereum, que apenas possui alguns valores de governança que algumas pessoas do BTC não gostam”, afirmou Vitalik.

Changpeng Zhao, CEO da Binance, entrou na conversa para acalmar os ânimos. CZ disse que os argumentos eram desnecessários e que eles deveriam se ocuparem em construir seus respectivos projetos para o crescimento e desenvolvimento da indústria de blockchain e dos criptoativos.

Toda essa discussão em torno do vídeo trouxe marketing gratuito para a BTSE.

Além dos serviços de uma exchange, a BTSE trabalha com derivativos de diversos criptoativos. A empresa faz a ponte entre os mercados fiduciários tradicionais e o mundo dos ativos digitais.

“Nosso objetivo é adaptar a BTSE para atender às necessidades de traders profissionais e investidores institucionais, fornecendo usabilidade e confiabilidade em uma plataforma com alta liquidez e rapidez de liquidação, tudo em um ambiente confiável”.

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.