HomeUruguai lança a primeira rede blockchain do mundo para rastrear cannabis medicinal

Uruguai lança a primeira rede blockchain do mundo para rastrear cannabis medicinal

Uma empresa de cannabis medicinal lançará um aplicativo para dar aos compradores uma visão aprofundada da origem do produto

A tecnologia Blockchain está revolucionando a forma como fazemos negócios. Há um requisito intensificado de transparência e confiança nas cadeias de suprimentos atuais. Para atender a essas necessidades de transparência e permitir rastreabilidade completa, uma empresa no Uruguai decidiu lançar o primeiro aplicativo do mundo baseado em blockchain para permitir o rastreamento de maconha medicinal.

A Uruguay Can é uma produtora líder de cannabis que trabalha em projetos de integração agroindustrial para cannabis medicinal e recreativa. A nova plataforma da empresa é construída sobre a æternity, um protocolo blockchain descentralizado e escalável e deve entrar em operação nos próximos meses de junho e julho, bem a tempo da temporada de plantio.

A plataforma tem como objetivo documentar todas as fases do processo de cultivo, desde o surgimento até a embalagem da maconha. Com uma combinação da tecnologia da IoT (Internet das Coisas) e blockchain, cada parte dessas informações será rastreável e imutável. Isso não apenas aumentará os padrões de segurança no processo de produção, mas também aumentará a credibilidade da qualidade do produto final e o tornará mais valioso para exportação.

O Uruguai foi o primeiro país a legalizar o cultivo, a venda e o consumo de maconha em dezembro de 2013.

O CEO da æternity Americas, Pablo Coirolo, afirmou que “a capacidade de rastrear a fonte e a maneira como a cannabis é produzida é benéfica para a indústria de cannabis e farmacêutica, bem como para seus consumidores e usuários finais, que devem se sentir mais seguros sobre o produto que eles estão consumindo.”

Ele acrescentou que o mecanismo melhorará o processo de produção de cannabis e garantirá o cumprimento das normas de segurança do consumidor.

O CEO da Uruguay Can, Eduardo Blasina, vê essa parceria como um marco significativo para a indústria da cannabis. “Temos orgulho de ser a primeira empresa no Uruguai que pode garantir a qualidade de nossos produtos de forma transparente e verificável“, disse Blasina. Ele enfatizou que a plataforma permitirá que os consumidores façam escolhas informadas e permitam a expansão do portfólio de produtos.

Esta não é a primeira vez que a tecnologia blockchain foi usada para melhorar a rastreabilidade e aumentar a transparência nas indústrias orientadas para o consumidor. Recentemente, a IBM anunciou o lançamento de um aplicativo chamado “Thank my farmer” que permite aos usuários rastrear seus grãos de café. Em um esforço para incentivar os consumidores a fazer escolhas informadas e aumentar a credibilidade, o aplicativo baseado em blockchain permite que os usuários rastreiem a jornada de seus grãos de café através de um mapa interativo. À medida que mais e mais empresas percebem os benefícios da blockchain, parece que finalmente podemos dizer que blockchain não é sinônimo de criptomoeda.

Assine o nosso boletim informativo exclusivo!

E-mails personalizados

Sem SPAM

Notícias sobre alt coins

Cancele a inscrição quando quiser

Depois de se inscrever, poderá também receber ofertas especiais ocasionais da nossa parte via e-mail. Nunca iremos vender ou distribuir os seus dados a terceiros. Consulte a nossa Política de Privacidade aqui.