HomeSerá? Governo chinês afirma que as 3 principais moedas são EOS, Ethereum e Komodo

Será? Governo chinês afirma que as 3 principais moedas são EOS, Ethereum e Komodo

agosto 19, 2018 By Diego Marques

Aquele que já foi um dos principais países volta a surpreender a comunidade cripto. O Centro de Desenvolvimento da Indústria da Informação da China (CCID, sigla em inglês) divulgou seu quarto “ranking de projetos de criptomoedas”, e destacou as três primeiras posições a, EOS, Ethereum e Komodo. O ficou Bitcoin na 10ª posição.

Um total de 28 criptomoedas já foram classificadas, desde maio quando se iniciou o processo de classificação, até agora nessses 3 meses que se passou,o CCID adicionou duas, uma e duas moedas, respectivamente, a lista. A mais recente classificação lançada coloca a EOS e a Ethereum entre as duas primeiras posições.

A maior surpresa dessa nova divulgação é que a Komodo subiu para a 3ª posição do ranking. A Komodo é um projeto que permite que desenvolvedores independentes iniciem seu próprio projeto e criem uma ICO através da blockchain, e também o projeto pretende lançar uma exchange descentralizada.

Metodologia da CCID

O CCID, diz que o ranking é estabelecido com base em “Uma investigação abrangente e avaliação da cadeia pública a partir de três aspectos; tecnologia básica, aplicação e inovação” .

Vale destacar que não é considerado o fator monetário, que são eles: preço da moeda, a capitalização de mercado e os volumes de negociação.

Uma criptomoeda desconhecida por muitos aparece em 4° lugar, a Nebulas, que segundo seus desenvolvedores é uma blockchain pública de próxima geração, que visa um ecossistema continuamente melhorado. Com base em seu mecanismo de avaliação de blockchain, a Nebulas propõe sistemas de incentivo e consenso voltados para o futuro e a capacidade de se auto-evoluir sem bifurcar. NEO está em 5º e Stellar em 6º. 

Para surpresa de muitos, algumas das melhores moedas por capitalização de mercado, como Ripple, Bitcoin cash e Litecoin, não aparecem no top 10 das classificações do CCID.

Fonte:bitrates