Reino Unido oferece US$130 mil por software que pode rastrear criptomoedas

0 Comentários

O Reino Unido ainda não possui uma lei específica para os criptoativos. Todavia, a nação insular deixou claro que os criptoativos não são considerados curso legal. Além disso, disso as exchanges têm requisitos para serem registradas. Ademais, lucros com ativos digitais estão sujeitos a imposto sobre ganho de capital. Atualmente a autoridade tributária do Reino Unido deseja comprar uma ferramenta para rastrear transações feitas com criptoativos.

O HM Revenue and Customs anunciou que pagará até US$130.000 para quem fornecer uma ferramenta que rastreia transferências de Bitcoin, Ethereum, XRP e os demais criptoativos.

A agência deseja uma ferramenta que traga “suporte a métodos de coleta de inteligência para identificar e agrupar transações do Cryptoasset em transações vinculadas e identificar aquelas vinculadas aos provedores de serviços do Cryptoasset”.

Bem como anunciado, os potenciais fornecedores precisam dar lances até o fim do mês de janeiro. O contrato terá duração de um ano. Além disso, o licitante deve treinar os funcionários da Agência.

“O Provedor de Serviços de sucesso deve ter pessoas relevantes, ativos adequados e experiência profunda. Criticamente, estaremos procurando fornecedores para mostrar suas capacidades, demonstrando sua experiência na área de rastreamento de Cryptoasset”.

O HMRC deseja que a ferramenta mantenha a capacidade de rastreio para futuros forks. Aliás, Dash, Monero e Zcash também estão na mira da agência que pretende que o fornecedor crie um local para rastrear esses ativos focados em privacidade.

A agência disse que os criptoativos estão sendo utilizados para diversos fins como transferências internacionais de dinheiro, vendas de serviços digitais e pagamento de pessoal. Contudo, afirmou que eles também são usados em evasão fiscal e lavagem de dinheiro.

O HMRC lembrou que as transações de ativos digitais são públicas no blockchain. Todavia, o que incomoda a agência é que os participantes que as realizam são desconhecidos. Por isso deseja tanto essa ferramenta, pois assim poderá fechar a “lacuna de inteligência” da agência no uso de criptoativos para atividades ilícitas.

Apesar do grande empenho, esse não é o primeiro envolvimento da agência britânica com os criptoativos. Em 2019 o HMRC pressionou as exchanges para que revelasse os nomes de seus clientes e o histórico de transações. Fontes da Coindesk informaram que a ação foi tomada na tentativa de recuperar impostos não pagos.

Mark Carney, governador do Banco da Inglaterra, disse em 2018 que as regulações direcionadas aos ativos digitais no Reino Unido “estão no horizonte”. Dessa forma, resta ver se a agência, que não conseguiu grafar “Ethereum” corretamente em sua solicitação, conseguirá alcançar com sucesso seu objetivo.

 

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.