HomePresidente do BCE diz que o Euro Digital pode demorar cerca de quatro anos

Presidente do BCE diz que o Euro Digital pode demorar cerca de quatro anos

O lançamento de um potencial Euro Digital acontecerá, no mínimo, em meados desta década, de acordo com a Presidente do Banco Central Europeu

Christine Lagarde, a Presidente do Banco Central Europeu, confirmou que o banco está considerando a possibilidade de desenvolver um Euro Digital. A decisão de criar ou não uma moeda digital está programada para ser tomada no verão. Lagarde reiterou que a moeda digital não substituiria o atual sistema de caixa.

Se os responsáveis políticos europeus concordarem em lançar a moeda digital, Lagarde calcula que serão necessários cerca de quatro anos para desenvolvê-la. Com base nesta estimativa, é seguro concluir que o Euro Digital chegará em meados desta década, se aprovado antes do final do ano.

Falando em uma entrevista à Bloomberg TV no dia de ontem, a Presidente do BCE afirmou que o objetivo era garantir que todo o processo fosse feito da forma correta, mesmo que isso demore um pouco. Ela estimou os fatores de tempo equivalentes a vários estágios longos nos quais as decisões têm que ser tomadas.

“Precisamos nos certificar de que o fazemos corretamente, devemos isso aos europeus”, disse ela. “Todo o processo – sejamos realistas – levará, em minha opinião, mais quatro anos, talvez um pouco mais.”

O banco deverá entregar os resultados de uma análise de 8000 respostas apresentadas durante o processo de consulta, estudando a criação e implantação de uma moeda digital. O relatório de análise será encaminhado ao Parlamento Europeu e depois ao Conselho Administrativo, onde será tomada a decisão de continuar ou interromper o processo.

A primeira decisão será determinar se se deve ou não prosseguir com a experimentação da moeda digital. Uma segunda decisão com o objetivo de resolver as incertezas em torno da implantação da moeda será tomada seis a doze meses depois. Lagarde explicou que a adoção desta abordagem assegura que o sistema não seja comprometido.

“É um esforço técnico, bem como uma mudança fundamental. Precisamos ter certeza de que não vamos quebrar nenhum sistema, mas sim melhorar o sistema.”

Vários bancos centrais em todo o mundo estão estudando a viabilidade das moedas digitais, estando alguns deles em estágios avançados de desenvolvimento das mesmas. Lagarde salientou que estará acompanhando de perto a moeda digital das Bahamas, o “Sand Dollar”. Embora a moeda do “Sand Dollar” seja digital, ela não é descentralizada por si só, já que é regulada pelo Banco Central das Bahamas.

Assine o nosso boletim informativo exclusivo!

E-mails personalizados

Sem SPAM

Notícias sobre alt coins

Cancele a inscrição quando quiser

Depois de se inscrever, poderá também receber ofertas especiais ocasionais da nossa parte via e-mail. Nunca iremos vender ou distribuir os seus dados a terceiros. Consulte a nossa Política de Privacidade aqui.