HomePolítico americano pede “proibição do Bitcoin”, mercado responde com alta

Político americano pede “proibição do Bitcoin”, mercado responde com alta

maio 10, 2019 By Matheus Henrique

De acordo com dados do site CoinMarketCap, o bitcoin teve um final de semana útil mais do que excelente, ultrapassando os 6.400 dólares por token e demonstrando força para não cair abaixo dos níveis de suporte. A moeda atingiu seu valor mais alto desde novembro de 2018, quando entrou em uma queda espiral que deixou muita gente assustada. Desde o começo de 2019 a moeda já teve um rali de 69%.

O curioso desses valores e novas altas, é que a moeda demonstrou ainda mais força depois que o congressista norte-americano, Brad Sherman, do partido republicano, propôs para seus colegas a criação de uma lei para banir completamente o Bitcoin e outras criptomoedas.  em todo os EUA. Segundo ele, “Precisamos cortar o mau pela raiz”.

Sherman, que claramente tem uma visão errada sobre o verdadeiro ecossistema das criptomoedas, falou que o Bitcoin é uma ameaça para o poder dos EUA, já que ele diminui o uso internacional do dólar, além de evitar que os EUA possam impor sanções à outras nações.

O congressista acredita que o Bitcoin pode tirar o poder e controle que os EUA podem exercer em economias e por isso ele deve acabar. Ironicamente, o discurso prova exatamente a necessidade de o Bitcoin existir e tirar o poder centralizado do estado.

“Muito do nosso poder internacional vem do fato de que o dólar americano é a moeda padrão para transações e finanças. Ser verificado pela receita federal é crítico para transações com petróleo e outras transações.”

Considerando que a maioria os investidores de Bitcoin são dos EUA, é possível acreditar que, ou eles não ligam para as opiniões e ideias de Sherman ou a tendência de compra seja justamente uma resposta a proposta do congressista.

Veja também: Binance anuncia reestrutura de sistema de segurança

Tags: