HomeMercado ruim produz criptomoeda “Antifrágil”

Mercado ruim produz criptomoeda “Antifrágil”

novembro 28, 2018 By Diego Marques

No mês passado um conceituado analista de risco chamado Nassim Nicholas Taleb, que estuda aleatoriedade, probabilidade e incerteza. Falou sobre seu conceito de “Antifragilidade” na conferência LA Blockchain Conference com o CEO da AngelList, Naval Ravikant.

Antifrágil

O que é “Antifrágil”. É algo que experimenta estressores, ataques e outras falhas e usa esses eventos para ganhar força, adaptando-se às forças que agem sobre ele.

O efeito Lindy

O efeito Lindy foi apresentado e discutido no livro Antifragile de Taleb. Para ele a explicação do efeito Lindy é que para um ativo não perecível, a expectativa de vida é proporcional à idade. Isso quer dizer que quanto mais velho esse ativo fica, maiores são as chances de que ele continue existindo. Vale destacar que esse conceito não se aplica a ativos que não se depreciam com a idade. O efeito Lindy não se aplica a um carro, por exemplo.

Por isso o simples fato de uma criptomoeda ter sobrevivido a um ambiente competitivo de caos, estresse e desordem que envolve o sistema financeiro mundial, é uma indicação de valor. Nassin Talebe explica que sistemas frágeis são destruídos com a idade.

O Bitcoin é antifrágil?

Recentemente a antifragilidade começou a ser vista como uma das principais características e pontos fortes do Bitcoin e de outras criptomoedas, sendo uma característica que caracteriza o sucesso das criptomoedas descentralizadas.

Afim de comprovarmos se o conceito de antifragilidade realmente se aplica ao Bitcoin, é necessário enquadra-lo no efeito Lindy. Vejamos:

O Bitcoin é a primeira criptomoeda, nascido em 2008, ele funciona através de uma rede descentralizada e esse é um dos pontos mais fortes da sua antifragilidade, mediante a exposição aos fatores estressantes, choques e volatilidade. Um dos elementos que mais “testa” a antifragilidade do Bitcoin é a volatilidade.

Um ativo volátil é arriscado, significa que em qualquer dia, seu valor pode subir ou descer consideravelmente. O CEO da plataforma MARKET Protocol, chamado Collins Brown disse o seguinte:

“Por que a volatilidade do Bitcoin é ruim? Volatilidade é risco. Algumas coisas arriscadas são boas … O problema surge quando há muita volatilidade ou risco em relação ao uso desejado. As pessoas têm casos de uso diferentes para o Bitcoin. Muitos começam como uma reserva de valor ou o novo método de transação mais popular. Se a volatilidade do preço for muito alta, é difícil utiliza-lo dessa forma. Então o que fazer?”

Um exemplo bem recente sobre como a volatilidade é ruim para um ativo, analisemos o ano de 2017, o preço do Bitcoin subiu de US $ 1.000 em janeiro, alcançou quase os US $ 20.000 em meados do mês de dezembro e depois caiu para cerca de US $ 13.000 no final do mesmo mês. Desde então, o ativo tem se movimentado numa tendência de baixa, o preço subiu e desceu diversas vezes, afetando outras criptomoedas.

Mas mesmo com toda essa desordem, tem crescido o número de pessoas que estão se perguntando se o Bitcoin será uma solução monetária de longo prazo para o atual colapsado sistema fiduciário, isso por que atualmente tem aumentado a necessidade de sistemas econômicos complementares e sustentáveis.

Nassin Taleb tem grandes expectativas em relação ao Bitcoin, mas não descarta que é um investimento de risco, sofre muita influencia externa, isso afeta drasticamente seu preço. O Bitcoin apesar da sua popularidade é um ativo muito novo e muitos por não entenderem seu funcionamento despejam sobre ele muitas críticas, isso não quer dizer que os críticos estão errados, mas que não perceberam o quão disruptiva é essa tecnologia.

“Bitcoin vai passar por dificuldades. Pode falhar; mas então pode ser facilmente reinventado. Em seu estado atual, pode não ser conveniente para transações, não é bom o suficiente para comprar um cafezinho. Pode ser muito volátil para ser uma moeda, por enquanto. Mas é a primeira moeda orgânica. ”-  Nassim Nicholas Taleb,  Bitcoin.

Clique aqui e saiba qual foi o possível motivo para a alta no preço do Bitcoin hoje!

Quer aprender um pouco mais sobre o conceito AntiFrágil? Sugiro acompanhar esse cara: Richard Rytenband!

Tags: