HomeLíderes na indústria do cripto desconcertados com a última decisão da SEC

Líderes na indústria do cripto desconcertados com a última decisão da SEC

Embora alguns especialistas em criptomoeda apóiem o movimento de “investidor credenciado” da SEC, outros afirmam que o movimento não vai longe o suficiente

A Securities and Exchange Commission (SEC) dos Estados Unidos, nesta quarta-feira, anunciou alterações para a definição de investidores credenciados. Alguns na comunidade cripto acham que foi a jogada certa e deram feedback positivo, enquanto outros acham que é insuficiente.

O que é um investidor credenciado?

Um investidor credenciado é uma pessoa (ou organização empresarial) com permissão para negociar títulos que não estejam registrados nos órgãos financeiros relevantes. Eles obtêm acesso privilegiado ao atender a critérios que envolvem o cumprimento de alguns requisitos de experiência profissional, tamanho do ativo, patrimônio líquido e até mesmo status de governança.

Para um indivíduo se tornar um investidor credenciado nos Estados Unidos, ele precisaria de uma renda anual de mais de $ 200.000 e um patrimônio líquido de mais de $ 1 milhão. Esses investidores têm acesso a mercados financeiros privados que, de outra forma, não estavam disponíveis ao público.

A nova definição de “Investidores Credenciados”

Recentemente, a comissão adotou novas regras em relação aos investidores credenciados. As alterações permitem que indivíduos titulares de certas licenças se tornem investidores credenciados, ampliando assim a definição existente. Essa definição abre portas para pessoas que desejam investir em ofertas de tokens de segurança e outras opções no espaço do cripto.

Os ‘não’

Vários especialistas do setor acreditam que essa definição mais ampla provavelmente beneficiará mais os “insiders de Wall Street”. Alguns dos que tornaram públicas as suas opiniões contra esta definição incluem Andrew Hinkes, que expressou através do Twitter, que “não era significativo, pelo menos ainda não”.

Hinkes também chamou a atenção para uma referência da SEC, onde reconhece que a definição ampliada pode não construir significativamente o pool de investidores credenciados.

Os ‘sim’

Aqueles que apóiam, por outro lado, incluem Hester Pierce, que aprovou, mas fez lobby para reduzir as barreiras aos mercados privados. Outra figura renomada a favor da decisão é o CEO da Gemini, Tyler Winklevoss.

Winklevoss compartilhou por meio de um tweet: “Parabéns à SEC por reconhecer que um investidor sem um tostão da GenZ pode ser um investidor tão sofisticado quanto um Boomer de Wall Street. Riqueza não é igual a perspicácia de investimento, veja como os ‘especialistas’ de Wall Street perderam o foguete #Bitcoin.”

Outros a favor das mudanças incluem o fundador da Zcoin, Poramin Insom, o diretor de receita da Trading Platform Uphold, Robin O’Connell, e o educador de Bitcoin Anthony Pompliano.