HSBC vai utilizar a blockchain em US$20 bilhões em colocações privadas

0 Comentários

O gigante bancário britânico HSBC planeja transferir US$20 bilhões em ativos para a Digital Vault, uma nova plataforma de custódia baseada em blockchain, até março de 2020.

Ao implantar a plataforma, o banco global de investimentos visa digitalizar registros em papel de colocações privadas, a fim de aumentar a padronização e acelerar os processos no setor em crescimento, informou a Reuters no dia 27 de novembro.

As colocações privadas são rodadas de financiamento de títulos que são vendidos não por meio de uma oferta pública, mas por meio de uma oferta privada. A colocação privada é considerada uma opção para uma oferta pública inicial para uma empresa que busca levantar capital para expansão.

O HSBC espera que os volumes globais de colocações privadas subam 60% em relação a 2017, atingindo US$7,7 trilhões até 2022. O banco não conseguiu estimar quanto a plataforma economizará para a empresa ou seus clientes, afirma a Reuters.

Especificamente, a plataforma do Digital Vault permitirá que os investidores rastreiem os valores mobiliários comprados em mercados privados em tempo real.

Como as colocações privadas geralmente são realizadas no papel, seus processos geralmente estão associados à falta de padronização, enquanto o acesso à documentação pode ser complicado e demorado, além de, claro, ser caro. Ao implantar o uso da blockchain, a empresa espera reduzir o tempo e o gasto necessário para fazer consultas sobre participações de investidores.

 

Cotação do XRP hoje

 

Embora o HSBC não tenha fornecido estimativas para os possíveis resultados da adoção da plataforma, um especialista independente em blockchain sugeriu que grandes economias seriam improváveis durante os primeiros estágios do projeto.

Windsor Holden, consultor independente que rastreia blockchain e criptomoedas, disse à Reuters que não espera ver economias com o aumento da eficiência no primeiro ano a 18 meses de uso da blockchain.

Porém, como é de conhecimento comum, a blockchain tem o potencial de acelerar e baratear consideravelmente vários processos, principalmente os bancários que contam com sistemas de papel e a necessidade de vários intermediários.

O HSBC e a Blockchain

O HSBC já aposta a um tempo na blockchain, sempre apostando na nova tecnologia para assegurar novos desenvolvimentos em seus serviços.

O banco disse ter realizado mais de 3 milhões de transações forex (transações do mercado cambial) e mais de 150 mil pagamentos usando a blockchain desde fevereiro do ano passado.

O banco não divulgou nenhum dado nas transações de forex feitas usando processos normais, mas disseram que as transações na blockchain são apenas uma “pequena” porcentagem do negócio de forma geral.

Apesar de esse ser um valor relativamente baixo para um banco do tamanho o HSBC, o grande número de transações e o valor total delas é uma grande conquista para a tecnologia de blockchain. A blockchain ainda engatinha, portanto, a aceitação por parte de grandes nomes é mais do que importante para mostrar ao mercado o valor do segmento.

Veja também: Conheça o token que valorizou mais de 10000%

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.