Hacker invade Facebook da Atlas Quantum e tira sarro de CEO

0 Comentários

A história da Atlas Quantum foi um duro golpe para todo o criptomercado brasileiro. A exchange foi uma das maiores do Brasil, porém, após alguns problemas com a CVM, os saques foram bloqueados, clientes começaram a ficar no prejuízo e a reputação da empresa acabou se deteriorando, com muita gente convicta de que a Atlas é e sempre foi uma grande pirâmide.

Agora, na tarde desta quarta-feira, 22, mais um prego foi colocado no caixão da empresa. Segundo o que foi mostrado pelo site CriptoFácil, o perfil no Facebook da empresa foi invadido por alguém que utilizou o espaço para realizar piadas com o CEO da empresa, Rodrigo Marques.

Ainda não se sabe se a invasão foi feita por um hacker ou então se algum funcionário revoltado com a situação decidiu se vingar da empresa. O fato é que as publicações tiraram sarro de Marques e além disso, é uma ação que abala (a já destruída) confiança da Atlas Quantum.

A primeira publicação realizada na página do Facebook pelo invasor afirmava que não existia nenhum Bitcoin bloqueado nas exchanges, fazendo referência ao suposto saldo que a Atlas possui e está bloqueado nas exchanges Poloniex, Gate.io e HitBTC.

Há alguns meses as exchanges disseram que não possuem nenhuma ligação comercial com a Atlas Quantum. Rodrigo Marques chegou a mostrar vídeos que provavam que esses bitcoins bloqueados realmente existiam.

 

Como comprar Ripple no Brasil

 

O invasor da conta falou que os vídeos que exibem os saldos foram forjados por Rodrigo Marques, Matheus Pagani, ex-chefe de projetos especiais da empresa, e por Tiago Lavoratto, ex-diretor de investimentos da empresa.

A publicação também informa que Marques gastou parte do dinheiro com uma cirurgia. Por isso ele está totalmente falido.

Imagem divulgada pelo CriptoFácil

Além dessa publicação, mais duas foram feitas, uma falando sobre outras formas que Marques teria gasto o dinheiro e uma outra explicando o que ele está fazendo com o que sobrou do dinheiro da empresa.

A primeira diz:

“O dinheiro foi gasto em cadeiras da Herman Miller (uma marca de luxo), viagens de primeira classe coma secretária, bônus e salários estrondosos pros funcionários, carros esportivos e demais coisas inúteis. Acabou tudo. Não sobrou absolutamente nada. A empresa não tem nem 20 funcionários.”

Já a segunda brincava dizendo:

“O novo hobby do Rodrigo é namorar meninas de um site de Suggar Daddy e gastar o que restou do dinheiro de vcs bancando sugar babys. Inclusive usando-as como laranjas pros bens que restaram tbm.”

Essa foi a última publicação. Todas foram apagadas antes do fim da tarde de hoje e ao parece a invasão foi totalmente controlada.

Veja também: Presidente da Unick sobre clientes: “Eles que se f…”

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.