HomeFirmas Fintech adotarão blockchain nesta década |Austrália

Firmas Fintech adotarão blockchain nesta década |Austrália

Um relatório do governo australiano afirma que a tecnologia de blockchain será a chave para todas as empresas Fintech & Regtech nos próximos 10 anos

O relatório destacou que todas as empresas Fintech devem adotar essa tecnologia para se manter produtivas no futuro. No final desta semana, Select Committee on FinTech and RegTech postou uma cópia provisória do relatório.

O relatório cita a tecnologia blockchain mais de 50 vezes como uma resposta direta primeira recessão do país em quasi 30 anos causada pela devastação da pandemia de coronavírus. Definida como dois trimestres consecutivos de crescimento negativo, a recessão foi confirmada pelo anúncio do tesoureiro australiano em 2 de setembro.

A recessão sinaliza tempos difíceis à frente, uma vez que a economia encolheu 7% no trimestre abril-junho. O relatório provisório contém várias sugestões sobre como a Austrália pode “abraçar a tecnologia” para se tornar mais agressiva e competitiva em escala global.

Uma declaração do chefe da comissão, Andrew Bragg, diz: “Espero que este relatório provisório possa ser visto como uma seqüência rápida de vitórias: mais empregos e mais opções.

O relatório faz várias referências às tecnologias de razão distribuída e blockchain. Ele até cita observações ao Comitê de que o poder e o potencial do blockchain podem ser “estimados em US$ 175 bilhões por ano em cinco anos e US$ 3 trilhões em 2030“.

Ele também cita Michael Bacina – um consultor financeiro da Piper Alderman – explicando como os aplicativos de blockchain se multiplicariam por todo o espaço financeiro, “A maioria dos projetos de fintech e regtech serão construídos predominantemente em razão distribuído ou tecnologia de blockchain ou usando-a fortemente nos próximos dez anos “.

A questão do tratamento tributário das ofertas iniciais de moedas também foi discutida, com propostas para a estrutura regulatória em torno das ICOs a serem criadas para promover, em vez de impedir, os desenvolvimentos.

O presidente executivo do Power Ledger, a doutora Jemma Green, relatou que mais de US$ 26 bilhões foram levantados por meio de ICOs. No entanto, o país ganhou apenas menos de um por cento. Ela explicou ainda que a adoção de novos regulamentos tributários ajudaria a Austrália a maximizar a possibilidade de “capturar uma fatia maior daquele bolo de US$ 26 bilhões“, o que por sua vez criará centenas de oportunidades de emprego.

O Comitê está pronto para apresentar o relatório final em oito meses, ou seja, abril de 2021.