HomeEmpresa chinesa ignora governo e lança ICO “questionável”

Empresa chinesa ignora governo e lança ICO “questionável”

junho 5, 2018 By Fernando Américo

 

Uma empresa de saúde chinesa teria levantado 120 milhões de yuans (US$ 18 milhões) emitindo uma criptomoeda personalizada, apesar da proibição da China de 2017 em ofertas iniciais de moeda (ICOs).

De acordo com um relatório da Investor China na segunda-feira, a empresa envolvida – chamada Zhaoyun Group e aparentemente baseada em Hangzhou – concentra-se no setor de saúde e pesquisa científica. Embora o site oficial da empresa não inclua nenhuma informação sobre uma ICO, publicações em redes sociais e fóruns indicam que a empresa lançou uma venda simbólica em 8 de abril.

De acordo com os posts, o Zhaoyun Group direcionou a emissão de 170 milhões de seus próprios tokens baseados no ERC-20 (padrão ethereum), apelidado de Trillion Cloud Gold (TGCG), 10% dos quais foram vendidos através de uma oferta pública.

Os dados do etherscan.io, o site que rastreia as transações na blockchain ethereum, mostram que todos os tokens foram criados em meados de março de 2018, mas que nenhuma transação foi feita depois disso.

Por meio de conversas com promotores nos grupos WeChat da venda simbólica, o relatório indicou que a oferta pública levantou os US$ 18 milhões por meio de um sistema de distribuição escalonado, no qual os membros recebem um retorno sobre seu investimento atraindo investidores adicionais para comprar o token.

O relatório passou a chamar a conduta da firma de “questionável”, já que poderia ter violado a notável proibição da China às ICOs, enquanto o modelo de negócios da firma parece “muito parecido” com aqueles vistos nos esquemas de pirâmide e Ponzi.

O relatório é divulgado em um momento em que as autoridades chinesas intensificaram seus esforços para reprimir atividades de captação de recursos relacionadas à criptomoedas, bem como àquelas que usam o conceito para atrair investidores por meio de esquemas de pirâmide.

Tags: