HomeDiretor Executivo da PayPal teme que a China possa alavancar o Bitcoin como uma arma

Diretor Executivo da PayPal teme que a China possa alavancar o Bitcoin como uma arma

Peter Thiel, Diretor Executivo da PayPal, manifestou preocupação de que a China possa usar o Bitcoin como arma financeira contra os EUA

Peter Thiel, Diretor Executivo da PayPal, revelou ontem que temia que o Bitcoin pudesse ser usado pela China como uma arma contra os EUA. Thiel, maximalista do Bitcoin, argumentou que os chineses poderiam usar a principal criptomoeda para minar o poder do dólar americano. Falando em uma mesa redonda realizada pela Fundação Richard Nixon, o renomado capitalista de risco expôs suas preocupações sugerindo que a China não é de confiança.

Alegou ainda que o país poderá aproveitar as características do Bitcoin para subverter o dólar americano.

“Embora eu seja uma espécie de pessoa maximalista, pró-criptomoedas e pró-Bitcoin, pergunto-me se, neste momento, o Bitcoin também deve ser considerado como uma arma financeira da China contra os EUA”, disse ele.

Na sua opinião, o Bitcoin representa uma ameaça para as moedas fiduciárias, sendo o dólar americano a principal. Thiel prosseguiu dizendo que é imperativo que os estrategistas americanos adotem uma abordagem intransigente para os projetos Bitcoin do ponto de vista geopolítico.

O líder da PayPal sugeriu ainda que a China poderá usar o euro para contrariar o poder hegemônico do dólar americano e dar à China o controle da economia mundial.

“Do ponto de vista da China, eles não gostam que os EUA tenham esta moeda de reserva porque nos dá uma grande vantagem […]. Eles não querem que o Renminbi se torne uma moeda de reserva porque então é preciso abrir sua conta de capital e fazer todo tipo de coisas que eles não querem fazer. Acho que o Euro é, em parte, uma arma chinesa contra o dólar.”

Thiel tocou no RMB digital da China, o Pagamento Eletrônico em Moeda Digital, rotulando-o como um “dispositivo de medição totalitário” que é incomparável com qualquer criptomoeda. Seus comentários sobre o RMB digital mostram depreciação já que muitos países, incluindo os EUA, estão trabalhando em moedas digitais similares às da China.

Ele também expressou o seu desapontamento por empresas no centro tecnológico dos EUA (Silicon Valley) não considerarem a China um rival. O responsável da PayPal censurou as principais empresas tecnológicas americanas, Apple e Google, por se associarem de perto com a China. Chamou a primeira à atenção por ter “sinergias” com a China e a segunda por ser amistosa ao lidar com a China.

Esta não é a primeira vez que Thiel se opõe ao domínio da China sobre a questão do Bitcoin. Em outubro de 2019, o empresário investiu 50 milhões de dólares na empresa de mineração de Bitcoin, Layer1 Technologies, a fim de anular o domínio da China no setor de mineração.

Etiquetas:

Assine o nosso boletim informativo exclusivo!

E-mails personalizados

Sem SPAM

Notícias sobre alt coins

Cancele a inscrição quando quiser

Depois de se inscrever, poderá também receber ofertas especiais ocasionais da nossa parte via e-mail. Nunca iremos vender ou distribuir os seus dados a terceiros. Consulte a nossa Política de Privacidade aqui.