Home3 criptomoedas pra ficar de olho no segundo trimestre

3 criptomoedas pra ficar de olho no segundo trimestre

março 25, 2019 By Diego Marques

imagem com logomarca de diversas criptomoedas

Quais moedas vale a pena ficar de olho no segundo trimestre de 2019? Quais são os projetos de criptomoeda que estão planejando grandes atualizações nos próximos três meses? Para responder essas questões listamos estas 3 moedas pra ficar de olho no segundo trimestre de 2019.

Ainda não se sabe se a temporada de alta nas Altcoins continuará no segundo trimestre de 2019. Mas vale destacar que recentemente, o Google Trends informou que as pesquisas relacionadas ao termo “altcoins” está subindo para níveis que só foram vistos na “super alta” de 2017.

O cripto-inverno pode continuar por meses, ou mesmo anos, mas se uma iminente temporada de alta no preço das altcoins  está pra acontecer vale a pena acompanhar de perto. É por isso que iremos destacar três altcoins que podem compor seu portfolio de investimento para abril de 2019.

Stellar (XLM)

A Stellar está fazendo jus ao seu nome e teve de fato uma jornada ‘Stellar’ nas últimas semanas, principalmente após o anúncio de que a IBM estaria utilizando a rede Stellar para seu serviço de pagamento global chamado World Wire.

Agora a XLM pode até sair da tendência de baixa e buscar os US$ 0,14. Se a XLM eventualmente romper esse nível de resistência, embora possa levar algum tempo, ela poderá começar a subir rumo aos US$ 0,18.

Se as notícias continuarem positivas para a XLM, as chances da criptomoeda número 8 atingir o nível de US$ 0,18 até o final deste ano são reais. A XLM teve um aumento de 20% no preço em relação à segunda semana de março, o que fez com que a capitalização de mercado da criptomoeda subisse de US $ 1,66 bilhão para quase US $ 2,2 bilhões.

A rede de pagamentos Stellar tem tido avanços impressionantes nos últimos meses, que contribuiu para o sucesso da criptomoeda nativa do projeto blockchain, lumens (XLM).

Embora nas últimas semanas muitas criptomoedas tiveram valorização nos preços, o movimento mais notável foi, sem dúvida, o da Stellar que ultrapassou o Tether. Um salto após a notícia da listagem na Coinbase Pro. A nova listagem da XLM na Coinbase certamente também aumentará a exposição para a criptomoeda.

Juntamente com o anúncio de que o diretor de operações da Mozilla, Denelle Dixon, irá se juntar à equipe da Stellar como novo diretor executivo, a equipe também anunciou o novo logotipo para o projeto.

Em pouco mais de duas semanas, a Stellar conseguiu contratar um novo executivo de alto nível, conseguir uma listagem numa das melhores exchanges, lançar uma nova marca do projeto e uma parceria com a IBM.

Tudo isso pode e deve ser um impulso para o sucesso do projeto durante o segundo trimestre de 2019.

Vechain (VET)

A VeChain, a 23ª maior criptomoeda por capitalização de mercado, é uma plataforma blockchain que tem seu foco principal na gestão da cadeia de suprimentos, contratos inteligentes e serviços financeiros.

Não, a tecnologia blockchain não se limita apenas às finanças. Há literalmente dezenas, senão centenas de áreas esperando para serem “atualizadas” pela tecnologia blockchain. Um dos mais importantes, fundamental para quase todas as partes do setor de manufatura, é a cadeia de suprimentos, que é onde a VeChain entra e onde se esforça para ser reconhecida.

A empresa começou há mais de uma década, em 2007, como um projeto que, em 2015, lançou seu token de criptomoeda.

A VeChain, estabeleceu seus escritórios em Paris, Tóquio, Cingapura e Xangai, formou uma parceria com diversas empresas com ampla experiência em diferentes áreas, como agricultura, bens de luxo, alimentos e logística.

Um enorme benefício da fundação VeChain foi a introdução de um sistema de duas moedas, ou seja, VET e VeThor, em uma tentativa de fornecer mais estabilidade e flexibilidade. Esse sistema ajudará a evitar que as taxas transacionais sejam expostas diretamente à volatilidade dos preços e tornará a blockchain VeChainThor mais adequada para conduzir atividades financeiras com governos, empresas e com os órgãos públicos em geral.

A Vechain posicionou-se como uma plataforma líder na indústria de alimentos e vinhos. No início de janeiro, a plataforma blockchain foi adotada por três dos maiores produtores de vinho da Itália e em fevereiro VeChainThor foi destaque na televisão nacional italiana. A Rai 1, o principal canal de televisão da Rai, a emissora nacional de serviço público da Itália, demonstrou um relatório sobre um avanço na proteção de vinhos italianos de alta qualidade.

A organização de certificação global DNV-GL está agora usando a plataforma VeChain para rastrear seus vinhos, resultando em mais transparência e menos falsificação.

Além disso, a Vechain também ampliou o escopo da empresa para outros setores, como segurança alimentar e combate à falsificação. Nos últimos meses, a Vechain teve um grande aumento no número de empresas que adotaram suas soluções.

Em janeiro, a VeChain anunciou grandes parcerias com empresas importantes, incluindo a empresa de saúde Milly, no final de fevereiro a VET também recebeu o apoio de uma das maiores empresas de carteira de criptomoedas a Trust Wallet.

A VeChain acelerou sua entrada na lista das criptomoedas mais populares do mercado, primeiro, reposicionando a VeChain como VeChain Thor e introduzindo seu novo token como VET, e depois, com anúncios de parcerias com empresas como LogSafer, Xminnov, DIG, DNV.GL, Renault, BitOcean, China Unicom e BMW.

Mesmo que o preço do Bitcoin ainda esteja se esforçando para se recuperar de um 2018 catastrófico, e tenha dificuldades para se manter acima da marca dos US $ 4.000, muitas altcoins tiveram ganhos impressionantes desde o início deste ano, e a Vechain é definitivamente uma dos destaques de 2019.

O valor total de mercado da Vechain atualmente é de US $ 293 milhões e registrou ganhos impressionantes de 33% para 2019, até o momento.

A VET está agora no seu nível mais alto de preços desde o final de novembro de 2018.  A mais recente alta de preços, de cerca de 17% , ocorreu em 12 de março, o que correspondeu a uma alta de US $ 31,4 milhões, na capitalização de mercado.

O preço da Vechain tem sido bastante estável nas últimas semanas, sem altos ou baixos significativos. A 23ª maior criptomoeda continua pairando dentro da marca de US$ 0,005 desde a semana passada.

Atualmente a criptomoeda está sendo negociada por US $ 0,0054 e registrou uma desvalorização de -2,55% nas últimas 24 horas. No entanto, espera-se que as recentes parcerias e o próximo VeChain Summit 2019 em São Francisco, em 18 de abril, dêem um bom impulso ao preço da moeda.

Dado todos esses fatos, a VeChain pode perfeitamente fazer parte do seu portfolio para o segundo trimestre de 2019.

BitTorrent BTT

O BitTorrent é um projeto que nem sequer existia antes de janeiro de 2019, e já está causando um enorme impacto no mercado de criptomoedas, saltando para o posto de 47ª maior criptomoeda por capitalização de mercado.

Mesmo que a BTT tenha nascido há apenas alguns meses, ela tem se tornado conhecida por suas frequentes altas. A valorização mais recente teve um aumento de 9%, tornando-se a maior “ganhadora” entre as 50 principais criptomoedas do mercado.

Segundo um trader, a BTT encontrou uma cruz dourada, que é um padrão de velas que indica uma média móvel de curto prazo, cruzando acima de uma média móvel de longo prazo, combinada com um maior volume de negociações, um sinal claro de alta.

Outro trader destacou que a BTT havia cruzado acima de uma linha de tendência de baixa, indicando um movimento de alta, mas acrescentou que faltava uma confirmação, era necessário que a BTT fechasse acima dessa posição.

A causa real para este momento de alta é provavelmente o lançamento da fase de teste do BitTorrent Speed, apelidado por Justin sun CEO da Tron como ‘o maior aplicativo descentralizado do mundo’.

Na revisão semanal da Tron, a empresa confirmou que o muito aguardado BitTorrent Speed ​​será lançado no segundo trimestre de 2019.

De acordo com o boletim técnico da BTT, o BitTorrent Speed ​​é o aplicativo que recompensará os usuários do BitTorrent com o token BTT, afim de propagar e aumentar a rede, permitindo downloads mais rápidos e oferecendo aos mais de 100 milhões de usuários a oportunidade de apoiar criadores de conteúdo do mundo todo.

Como a primeira versão do BTT está planejada para lançamento no BitTorrent até o final do primeiro trimestre de 2019 e os airdrops continuarão ocorrendo até o dia 11 de cada mês, pode-se esperar que no segundo trimestre o BitTorrent esteja preparado para subir ainda mais e ser um sucesso entre as criptomoedas.

Quer saber mais sobre a temporada de alta das Altcoins? Clique aqui e fique por dentro!