HomeCoinbase adquire a empresa de vigilância em blockchain Neutrino

Coinbase adquire a empresa de vigilância em blockchain Neutrino

fevereiro 19, 2019 By Soraia Barbosa

A Coinbase, uma das principais exchanges do mercado, comprou a Neutrino, uma empresa de vigilância de criptomoedas. O time da companhia adquirida vai fazer parte da operação europeia da Coinbase. A Neutrino, com base em Milão, na Itália, desenvolve plataformas de vigilância na blockchain para companhias de criptomoedas e agências de segurança.

O anúncio da compra foi feito no dia 19 de fevereiro. A equipe de engenharia de blockchain vai se juntar à equipe da Coinbase, mas a Neutrino vai manter suas operações separadas, mesmo que dividindo os escritórios com a Coinbase Londres.

Varun Sriniv, diretor de engenharia da Coinbase, disse no comunicado:

“A vigilância está cada vez mais importante no ecossistema das criptomoedas e é necessária para alcançar o nosso objetivo de levar o sistema financeiro para todo o mundo. Ao analisar dados nas blockchains públicas, a Neutrino vai nos ajudar a prevenir roubos, investigar ataques de ransomware e identificar hackers. Também vai nos ajudar a trazer mais criptomoedas e ferramentas para as pessoas enquanto conseguimos mais compliance com leis e regulamentações locais. A tecnologia da Neutrino é a melhor tecnologia que encontramos nesse espaço e vai ter um papel importante em legitimar as criptos, tornando-as mais seguras e acessíveis no mundo todo.”

A Neutrino foi fundada em 2016 por um time de especialistas em segurança cibernética. A companhia oferece uma plataforma especificamente desenvolvida para companhias operando no ecossistema das criptomoedas.

Além disso, a empresa também desenvolveu uma plataforma especificamente desenhada para agências de aplicação da lei, criada para investigação e coleta de dados. A plataforma permite que investigadores possam acompanhar o fluxo de uma moeda e a sua interação com exchanges.

A Coinbase está constantemente tentando expandir seus negócios para levar soluções de criptomoedas para um público cada vez mais diversificado. Apesar de a empresa ter como objetivo final o lucro, não deixa de ser um importante player na adoção das criptos.

Veja também: Bitmain nega prejuízo de US$ 500 milhões: “Fake news”

 

Tags: