CME Options ultrapassa Bakkt 24 horas após seu lançamento

0 Comentários

O Chicago Merchantile Exchange Group (CME Group) anunciou, em setembro de 2019, que iria lançar opções sobre futuros de Bitcoin em sua plataforma no primeiro trimestre de 2020. A empresa disse que havia um aumento na demanda pelo serviço. Além disso, ela acredita que o lançamento de opções proporcionará aos seus clientes flexibilidade adicional para negociar e proteger seu risco do preço do Bitcoin.

Cumprindo a promessa, o CME abriu seu mercado regulamentado de opções de Bitcoin. No anúncio oficial no Twitter ele confirmou: “Agora disponível: as opções no futuro do Bitcoin oferecem maior eficiência de capital e uma nova maneira de gerenciar a exposição ao Bitcoin”.

As opções de contratos futuros de BTC, segundo a Coindesk, estão disponíveis para negociação no CME Globex. O contrato representa 5 bitcoins e é cotado em dólar americano. As taxas das opções corresponderão aos futuros de Bitcoin de acordo com o Calendário de Taxas do CME.

O CME já conta com dados de fluxo de comércio das maiores exchanges para rastrear com precisão o preço do BTC. Para mais, irá introduzir um programa formador de mercado. Isso apoiará o desenvolvimento de opções na tela no mercado futuro de Bitcoin.

Apesar de o CME ser a primeira empresa a anunciar o lançamento de um mercado regulamentado, foi a Bakkt quem assumiu a entrega real do produto em dezembro de 2019. Todavia, as negociações da Bakkt não conseguiram se manter em um nível alto para ultrapassar as do seu rival CME.

A plataforma de análise Skew informou que o CME facilitou o comércio de 55 contratos nas 24 horas desde seu lançamento, no valor de US$2,3 milhões em BTC. Já a Bakkt mantém seu volume de opções de Bitcoin em US$0 desde 10 de janeiro. O Options da Bakkt conseguiu negociar apenas US$1,1 milhão em BTC através de seus contratos, menos da metade que o CME viu em um dia.

Até mesmo a FTX, plataforma de derivativos apoiada pela Binance, conseguiu um desempenho melhor que a Bakkt. A bolsa negociou cerca de 1700 BTC de opções nas últimas 24 horas. Com isso, a FTX leva o segundo maior volume. A grande ganhadora é a Deribit que conseguiu uma dominância de 95% em todas as negociações nas opções de Bitcoin em 2019.

Em relação aos contratos do CME, todos os negociados eram de compra. Isso quer dizer que o detentor do contrato pode comprar Bitcoin pelo preço à vista no momento em que o preço subir, se previsto corretamente. Essa detenção pode significar que os investidores institucionais estão otimistas com o preço do BTC para janeiro e fevereiro.

 

Clique aqui para ler: Dash tem valorização de 50% durante final de semana

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.