HomeNúmero de carteiras Dash na Venezuela cresce 410%

Número de carteiras Dash na Venezuela cresce 410%

dezembro 6, 2019 By Soraia Barbosa

A quantidade de carteiras Dash ativas em dispositivos Android na Venezuela está atingindo vários recordes em 2019. Isso é claramente uma resposta à atual crise econômica que afeta o país, com Dash sendo uma alternativa atraente ao Bolívar venezuelano, ao Petro ou até ao Bitcoin.

Isso porque a criptomoeda Dash possui transações mais rápidas e mais baratas, o que faz bastante diferença quando estamos lidando com uma economia tão fragilizada quanto a da Venezuela.

Essa tendência foi apresentada pela primeira vez pelo usuário do Twitter Mark Mason (@StayDashy), que queria deixar claro que essa estatística se refere a carteiras ativas – usadas pelo menos uma vez nos últimos 30 dias – e não apenas ao total de downloads.

Essa é uma distinção importante porque implica que as pessoas estão realmente usando o Dash, e não apenas curiosas para instalar, ver como funciona e abandonar o dispositivo.

“De maio a novembro, houve um aumento de 410% nos dispositivos Android ativos usando o aplicativo de carteira Dash na Venezuela e o crescimento para novembro foi de 27,3%

NÃO é um total de instalações, ‘dispositivos ativos’ mostra quantos dispositivos estiveram online pelo menos uma vez nos últimos 30 dias.”

Como mostra o gráfico, em maio havia apenas 7.597 carteiras ativas, mas esse número aumentou em 410%, atingindo um total de 38.759. Dada essa trajetória e o fato de que somente em novembro o uso da carteira ter um aumento de 27%, há uma chance sólida de que esse número continue a crescer no futuro próximo.

 

Preço do XRP Hoje!

 

Tudo isso acontece quando a Venezuela sofre uma crise econômica que já dura mais de um ano. A moeda local, o Bolívar Soberano, viu uma inflação enorme tornando-a uma reserva de valor não confiável e, apesar dos esforços do governo para pressionar a adoção, o Petro recebeu apenas uma resposta morna, com muitos ainda desconfiados da usabilidade e seriedade do projeto.

Mesmo o Bitcoin, embora certamente ajude os venezuelanos neste momento de necessidade, ainda pode ser menos útil que o Dash simplesmente porque a criptomoeda possui taxas notavelmente menores e tempos de transação mais rápidos. Com tanta incerteza econômica, é provável que a opção mais barata e mais confiável seja a mais adotada.

Todas as criptomoedas, com algumas poucas exceções, podem cumprir o papel de moeda, quando o sistema financeiro tradicional já não é capaz de dar suporte para a população.

O que aconteceu na Venezuela, onde o dinheiro estava sendo medido por peso e não por valor, é um dos problemas que as criptomoedas, principalmente o Bitcoin, pode evitar.

O Bitcoin tem a sua mineração controlada e não é criado do nada, diferente do dinheiro de papel, que quanto mais se imprime, maior a inflação.

Veja também: Visa ajuda plataforma Ripio na evolução seus negócios

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Tags: