Candidato a presidente dos EUA propõe regulamentação de criptomoedas

0 Comentários

As eleições presidenciais dos EUA são importantes para todas as economias do mundo, incluindo a economia digital. O mercado está de olho nos candidatos que são favoráveis às criptomoedas e à tecnologia de blockchain como futuros aliados, assim como nos que não apoiam o Bitcoin como possíveis bear. Michael Bloomberg, um dos candidatos do partido democrata, está demonstrando ter interesse nessas tecnologias.

O candidato presidencial, também fundador das empresas de comunicação Bloomberg, propôs a criação de uma estrutura regulatória para as criptomoedas em um plano para a nova regulamentação financeira dos EUA.

Nessa terça-feira o candidato à presidência dos EUA publicou um plano de reforma financeira, pedindo pelo um aumento na proteção dos consumidores e um sistema financeiro mais forte. O plano de reforma sugere que as instituições financeiras monitorem a exposição de risco, mantenham os dados de transações em um banco de dados centralizado e várias outras recomendações.

A proposta também recomenda criar um sandbox regulatório para startups e “providenciar uma regulamentação clara para as criptomoedas.”

 

Cotação Ethereum: qual é o preço do Ethereum hoje?

 

“As criptomoedas se tornaram uma classe de ativo que vale centenas de bilhões de dólares, ainda assim, a supervisão regulatória continua fragmentada e sem desenvolvimento. Para todas as promessas da blockchain, Bitcoin e ICOs, também há muito exagero, fraudes e atividades criminais,” diz a proposta.

O plano de Bloomberg recomenda que sejam esclarecidas quais as agências são responsáveis por supervisionar o mercado de criptomoedas, criando uma estrutura que esclarece quando tokens são considerados securities e protegendo os consumidores de fraudes relacionadas ao criptomercado.

A regulamentação sobre as criptomoedas gera muita discussão dentro da comunidade. Uma parcela é a favor, dizendo que isso aumenta a segurança para os consumidores, varejistas e institucionais, para investir em diferentes criptomoedas e ativos digitais.

Uma outra parcela acredita que a regulamentação é prejudicial para o criptomercado, já que vai no sentido oposto da ideia fundamental do Bitcoin. Isso porque, quando falamos em regulamentação, falamos em declarar transações em criptomoedas e futuramente no imposto sobre essas transações, algo que não está nem um pouco alinhado com a natureza libertária do BTC.

Além de Bloomberg, Andrew Yang, que era candidato do partido democrata, também tinha muito interesse nas criptomoedas, mas com uma visão mais leve sobre a regulamentação.

Não é à toa que ele recebeu o apoio de vários membros do criptomercado. Porém, após derrotas nas prévias em Iowa e New Hampshire, ele desistiu da campanha.

Enquanto a discussão sobre as vantagens da regulamentação continua, as notícias sobre isso afetam negativamente o preço do Bitcoin.

Veja também: Tezos e Ethereum exibem sinais de venda

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.