HomeBug na Kraken permitiu “arbitragem infinita”

Bug na Kraken permitiu “arbitragem infinita”

setembro 16, 2019 By Soraia Barbosa

Recentemente algumas exchanges brasileiras tiveram um grave problema por prometerem arbitragem infinita entre suas plataformas. Agora, a Kraken, uma das maiores exchanges do mundo, quase permitiu esse mesmo “recurso” sem querer.

As informações são do site CoinTelegraph.

Alguns clientes da Kraken estavam comprando Bitcoin por US$2.000 mais barato que o preço de mercado e vendendo por quase US$12.000.

O bug aconteceu durante o dia 13 de setembro e foi divulgado pela Kraken hoje. A possibilidade, claro, fez com que usuários explorassem o bug e ganhassem uma grana boa com uma “arbitragem infinita.”

Na sexta-feira, a corretora de criptomoedas dos Estados Unidos, a Kraken, sofreu um bug que permitia a alguns usuários comprar ou vender Bitcoin a um preço notavelmente diferente do preço real de mercado.

O problema aconteceu por causa de um bug no sistema já devidamente relatado no dia 14 de setembro.

A equipe de comunicação da Kraken postou uma thread no Twitter explicando que o bug foi resultado de um teste de um tipo de pedido avançado ainda não lançado.

Enquanto o Bitcoin tentava manter a marca de US$10.300 no dia da falha relatada no sistema, a exchange escreveu que alguns clientes “compraram do testador por US$ 8.000 e outros venderam por US$12.000 sem compensar a liquidez intermediária” através do bug.

A Kraken explicou que o bug levou a execuções em ambos os lados do spread de US$ 8.000 a US$ 12.000, enquanto nenhuma liquidez estava esgotada. A exchange afirmou que as ordens de parada do mercado foram atendidas corretamente pelo preço de mercado e sugeriu que os clientes afetados enviassem um tíquete de suporte.

A comunidade ligada ao criptomercado reagiu posteriormente para expressar indignação contra a bolsa de valores, permitindo um erro tão grande, enquanto o co-fundador e CEO da Kraken, Jesse Powel, interveio para defender a companhia.

Powel afirmou que o recurso testado já havia passado por milhares de testes automatizados e humanos ao longo de vários meses, acrescentando “você não consegue encontrar todos os erros todas as vezes.”

Ele escreveu:

“Concordo que corresponder ao comércio ao lado errado do livro de ordem é um erro da exchange. Tudo o que aconteceu depois disso funcionou como esperado. Negociação impressa, paradas acionadas, outros pedidos correspondiam perfeitamente.”

Aparentemente a falha não foi utilizada em grande escala e não trouxe nenhuma alteração para o criptomercado como um todo.

Veja também: Vitalik Buterin fala sobre Ethereum 2.0 e DeFi

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Tags: