LEDU: como a blockchain pode revolucionar o mercado da educação

0 Comentários

A Education Ecosystem quer mudar o mercado da online com uma plataforma descentralizada, baseada em que conecta usuários e professores interessados em temas de alta

O mercado de educação tem passado por uma grande transformação nos últimos tempos. Ensino a distância, online e certificações virtuais estão se popularizando e ganhando uma parcela significativa do mercado da educação. Um projeto chamado Education Ecosystem está revolucionando ainda mais essa transformação, criando uma plataforma de aprendizado descentralizada, baseada em blockchain.

A plataforma, chamada LiveEdu, é voltada para um público específico: profissionais em nível intermediário e avançado que queiram melhorar suas habilidades profissionais em áreas de alta tecnologia. Os cursos ofertados são na área de programação, , inteligência artificial, desenvolvimento de jogos, segurança cibernética, ciência de dados, design, (VR) e realidade aumentada (AR).

O faturamento da empresa está atuamente baseada em um sistema de  assinaturas. A empresa, que se descreve “Netflix para o desenvolvimento profissional”,  oferece preços diferentes com base no número de tópicos disponíveis e na duração dos cursos. No futuro, ela planeja ganhar dinheiro principalmente através de vendas B2B e B2G, que serão lançados em 2019.

Os criadores de conteúdo desenvolvem projetos criando produtos reais. Os usuários podem assistir os vídeos com aulas e também interagir com o criador do projeto durante uma transmissão ao vivo. Todos os vídeos também são arquivados. O objetivo principal da Education Ecosystem é criar um local em que desenvolvedores e  usuários possam se encontrar e trocar conhecimento.

A nova versão do LiveEdu será equipada com um token ERC-20, chamado Education Token (LEDU). Atualmente, as moedas LEDU estão disponíveis nas exchanges Exrates, BitForex, Livecoin, Mercatox e IDEX. “Os tokens LEDU são usados ​​como pagamento para todas as transações financeiras no ecossistema interno, além de recompensas para criadores de projetos, alunos, moderadores de sites e desenvolvedores de ecossistema de API”, diz a empresa.

Leia também  Bancos europeus se juntam a IBM para construir plataforma Blockchain para pequenas empresas financeiras