Alerta de SCAM: FromtMiner, a suposta “mineradora brasileira de bitcoin”

btcO mundo on-line oferece maravilhas em termos de acesso ao conhecimento e facilidade para fazer investimentos, contudo trouxe consigo armadilhas pensadas única e exclusivamente para: pegar o seu dinheiro.

Talvez você já tenha se deparado com algum site oferecendo opções de mineração com um “ROI” (retorno sobre investimento) elevado em curtos períodos de tempo. Por oferecer uma grande oportunidade de retorno de maneira muito fácil, muitos de “nós” caímos nesses golpes, que prometem ganhos de 150%, 300%, 500%, 1.000% ou mais.

Como identificar uma HYIP

1- Altos ganhos fora da realidade, este é o principal fator que levam as pessoas a se arriscarem nesse tipo de “investimento”

2- Você não sabe pra onde está indo seus , a maioria dos sites afirmam ter locais físicos, mas no final, é tudo falso.

3- Surgem oferecendo grandes ganhos e somem rapidamente, em uma consulta na lista de scam no site de monitoramento badbitcoin há uma quantidade exorbitante de sites classificados como “SCAM”, talvez algum esquema não apareça na blacklist do site acima citado, mas isso não quer dizer que não seja uma HYIP (High-Yield Investment Program) – HYIP é um tipo de .

Leia também  Juíza nos EUA decide que Bitcoin é dinheiro real e pode ser usado para pagar bens e serviços

Neste post iremos falar da Fromtminer a 1º mineradora brasileira, a FromtMiner é uma mineradora brasileira de bitcoins instalada na Suíça, devido os custos com energia elétrica ser relativamente baixo naquele país.
A muitos meses este projeto estava em andamento e no dia 25 de Agosto a mineradora entrou em operação. Sobre o retorno do investimento é um retorno a longo prazo, seu capital inicial será recuperado em aproximadamente 8 meses e depois de 12 meses você alcançara um retorno 170% sobre o capital investido. Exemplo se você investir R$ 1.000,00 depois de um ano você terá R$ 1.700,00 e deste valor também é descontado as taxas de serviços. Os rendimentos não são vitalícios, o contrato é de 1 ano, isto quer dizer que depois de 1 ano seu investimento é encerrado, e caso deseje continuar a investir tem que fazer um novo investimento.

Leia também  Valor do bitcoin ultrapassa os 700 dólares e continua subindo

A está registrada no Brasil sobre o seguinte CNPJ: 13.089.654/0001-85 / Fromt Digital Services – LTDA, numa rápida pesquisa neste CNPJ consta na receita que ela foi aberta em 11/01/2011. Suspeito não? Não podemos negar o fato de que a fromtminer divulgou diversos video de sua “farm” na Suíça, mas se são reais, não podemos confirmar. Um ROI (retorno sobre o investimento) de cerca de 170% parece uma promessa atrativa para os investidores, pois investir em muitas vezes pode ser altamente lucrativo, mas um ROI de 170% é típico de esquemas PONZI.

Agora vamos ao principal problema da FromtMiner: Como vimos no início do post a mineradora iniciou suas operações em 25/08/2016 só que em 07/10/2016 ela parou as operações alegando um alto número de inscrições e que para atender a todos iriam pausar a empresa parar o “processo de mineração” para uma suposta “reestruturação”, nascendo assim a Fromtminer 2.0. Com essa reestruturação todos os “investidores” que compraram poder de mineração na quantia de 1 tornam-se vitalícios e os que investiram abaixo de 1BTC, devem novamente investir (comprar mais poder de mineração) completando a quantia já investida em 1BTC, ou esperar 120 dias para terem seu dinheiro de volta. Apesar de o FAQ da empresa afirmar que não há reembolso, mostrando claramente que é um esquema e que todos foram usados apenas como uma forma rápida de arrecadar bitcoins e ainda terão de esperar um prazo longo para reaver seus bitcoins se tiverem sorte. Diante de tudo isso, deixamos pra você leitor tirar suas próprias conclusões.

Leia também  Agora será possível pagar contas de luz com Bitcoin no Japão

Nossa recomendação é: tenha cuidado!

Comentários

Comentários

6 Comentários


  1. Eu acompanhei a divulgação desde o início, acabei não investindo e acredito que ninguém conseguira ter lucro com essa mineradora, se querem bitcoin é melhor comprar e guardar.

    Responder

  2. A empresa não quebrou por ser um esquema ponzi, sempre foi uma proposta séria. Mas apareceu um ataque de hackers, um monte de aluguéis para pagar, falta de controle de gastos, eletrecista, troca de equipe de TI de desenvolvimento, enfim foram tomadas algumas decisões que comprometeram o projeto inicialmente.
    Ainda é possível dar certo, as instalações agora estão muito boas e se está minerando com as máquinas que tem hoje para pagar as dívidas. Quando essas dívidas se pagarem, o projeto voltará a todo vapor

    Responder

  3. Golpe – EXTRA! Não façam negócios e avisem a comunidade BTC.
    O projeto Fromt Miner, naufragou por suspeita de desvio de BTC.
    Gabriel Menzes, tinha as carteiras da empresa e enviava o dinheiro dos clientes para a Suiça para compra de maquinas e pagamento de energia e alugel.
    As máquinas foram compradas e as contas de energia e aluguel chegando, porém, ele rompeu com o pessoal da Suiça alegando não ter dinheiro para pagar a energia e o aluguel. A empresa na suiça então bloqueou as máquinas até o pagamento, porém, conforme juntou contas, o locatário da Suiça, fechou a farm e trocou as fechadoras com as maquinas lá dentro desligadas.
    A Fromt Miner, tinha algumas carteiras, sendo elas abaixo enviadas pelo proprio Gabriel no começo do projeto.
    Porém, olhando nas carteiras, notamos que sempre havia uma tranferencia para a carteira
    Cujo qual não está listada nas carteiras da empresa. 1LugnnYxpJ7djmcZX8T1FTYi3F166WGR8j
    Havia saques da carteira de onde era depositado dinheiro dos clientes para a carteira 1LugnnYxpJ7djmcZX8T1FTYi3F166WGR8j e tb para a carteira da Fromt, q estava correto, mas a carteira acima citada não deveria ter transferencias pra ela, a partir dela, ela foi distribuindo mais BTCs para outras carteiras, afim de dificultar o rastreamento dos BTCs desviados.
    Essa carteira tem saldo e enviou mais dinheiro para outras carteiras, inclusive da FoxBit, a carteira de desvio recebeu 163 BTC, conseguimos encontrar 65 BTC, dinheio suficiente para pagar as contas em aberto na Suiça e sobrava dinheiro.
    Gabriel Menezes, era o único a ter acesso as carteiras e poder para transferir para outras carteiras, questionamos de quem era a carteira e porque de envios de BTCs pra ela, principalmente do saldo em si, porém, até o presente momento, ele não respondeu as indagações dos clientes.
    As pessoas que tiveram problemas com a FromtMiner, podem abrir BO de estelionato e buscar a justiça para tentar reaver o dinheiro investido.
    Ultima carteira q hoje ele começou a mecher, após as indagações, tentando esconder dinheiro.
    https://blockchain.info/…/1FoxBitjXcBeZUS4eDzPZ7b124q3N7QJK7
    Carteira que era depositado os btcs da Pool
    https://blockchain.info/…/19jiphAA5cYAwn1yo4d2EEiPmQsHzevPWk
    Carteira de onde era deposito os BTCs dos Clientes
    https://blockchain.info/…/3FgrJaxdxW4sFWXeJXVteN9jM77jG5FRyS

    Responder

  4. Por acaso, hoje, quase chegando em Dezembro de 2016, tem como haver um investimento projeto “FINANCIADO” (odeio financiamentos , então algo parecido ajudaria) para criar uma mineradora, com HASH suficiente para produção de 5 bitcoins/ Dia e que consegue se pagar em 1 ano e pagar suas contas de luz – aluguel – máquinas?

    Para isto e com isto, agindo com Ética e Responsabilidade?!

    Alguém me Financia este Projeto?

    De fato, tenho grande desejo de trabalhar honestamente nisso, mas não tenho recursos!

    Aguardo respostas!

    Contatos:
    Whatsapp: 55+ 49 91829846 (49 9 91829846) Marcelo Althaus Galvan

    Facebook/Marcelo Althaus Galvan (adm página MAG Migração de Abelhas Galvan)

    Gmail: [email protected]

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *