Venezuelanos que mineram Bitcoin estão sendo presos e extorquidos pelo governo por “roubo de energia”

2s Comentários

A Agence-France Presse (AFP) relata que os venezuelanos atingidos pela hiperinflação ainda estão aptos a explorar a criptomoeda mais popular do mundo, o Bitcoin, embora estejam sujeitos a prisão imediata por roubo de energia, ou mesmo por extorsão, pela polícia.

Dura realidade dos venezuelanos

A moeda nacional da Venezuela, o bolívar, quase quebrou. Um estado que  uma vez foi considerado um líder econômico regional, já não é mais, já que o mercado de petróleo foi abandonado com novas descobertas nos Estados Unidos e em outros lugares de vastos depósitos de gás natural.

Famosa por suas falsas promessas, o governo foi forçado a considerar a contratação de “serviços sociais”, tudo em um momento de agitação política, como seu líder notoriamente “carismático”, Hugo Chavez, morreu, deixando o vácuo perfeito para conflitos.

Atualmente, o Fundo Monetário Internacional (FMI) representa mais de uma taxa de inflação de 700% este ano sozinho. O país é aparentemente incapaz de se sustentar, de acordo com o Los Angeles Times.

E em 2018, provavelmente as coisas não vão melhorar para o país, uma vez que as projeções revisadas do FMI são superiores a taxas de inflação de 2.300% (é isso mesmo que você leu), juntamente com uma nova queda no PIB de 6% negativos.

Os venezuelanos comuns estão levando as coisas em suas próprias mãos como resultado.

Bitcoin: um sinal de esperança

Alex Vasquez, da AFP, informa que “a mineração de Bitcoin, praticada em todo o mundo, faz parte de um crescente esforço underground na Venezuela para escapar dos piores efeitos de uma crise econômica, política e inflação desenfreada”.

Uma fonte anônima estima que as máquinas de mineração de bitcoin [podem] fazer US$ 800 por mês (mais de 26 milhões de bolívares)”.

“Quem compra bitcoins com bolívares ganha dinheiro aumentando o preço do bitcoin em relação ao dólar e escapa à inflação, uma solução genial”, explica um consultor de mineração local.

Ironicamente, tudo isso deve-se ao governo subsidiar o seu próprio desaparecimento, já que “a Venezuela é um ponto de acesso da mineração porque a eletricidade necessária para administrar computadores com pouca energia é […] quase gratuita“, observa o artigo.

Via: Bitcoin.com


Ouça agora o BitCast LIVE transmitido ontem (22/10): www.youtube.com/watch?v=sGAddhBN7rs

Grupo no Facebook (novo): https://www.facebook.com/groups/bitcoinealtcoins/
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Página Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]

Escreva um comentário

2 Comments

É engraçado como muitos países são contra ao bitcoins com alegações de que ele é utilizado sem pagar impostos, para atividades na dark web, só que o Estado e os países tem demonstrado como a administração deles é péssima, utilizam tributos como meio de confisco, como era na época dos reinados, apenas pagava-se, mas não questionava-se. Vejo que o dinheiro comum é mais utilizado para atividades como tráfico, lavagem de dinheiro, desvio de verbas com dificuldade de rastreio do que o bitcoin, que fica em um livro aberto os registros das transações efetuadas.

Os bancos então nem se falam, querem estar no controle de tudo como sempre para dominarem os demais, como é feito a tempos. Espero de coração que o bitcoin seja aderido a cada dia por mais pessoas e se torne uma moeda nacional de aceitação, sem essas tributações absurdas que somente servem para enriquecer banqueiros e políticos mau intencionados.

É engraçado como muitos países são contra ao bitcoins com alegações de que ele é utilizado sem pagar impostos, para atividades na dark web, só que o Estado e os países tem demonstrado como a administração deles é péssima, utilizam tributos como meio de confisco, como era na época dos reinados, apenas pagava-se, mas não questionava-se. Vejo que o dinheiro comum é mais utilizado para atividades como tráfico, lavagem de dinheiro, desvio de verbas com dificuldade de rastreio do que o bitcoin, que fica em um livro aberto os registros das transações efetuadas.Os bancos então nem se falam, querem estar no controle de tudo como sempre para dominarem os demais, como é feito a tempos. Espero de coração que o bitcoin seja aderido a cada dia por mais pessoas e se torne uma moeda nacional de aceitação, sem essas tributações absurdas que somente servem para enriquecer banqueiros e políticos mau intencionados.

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.