Tether é acusada em ação coletiva de manipular preço do Bitcoin

2s Comentários

A Tether, responsável pelo USDT, a maior stablecoin do mercado, está sempre no foco de diversas polêmicas. Agora a polêmica acabou escalando e a companhia está sendo formalmente processada.

Uma ação coletiva acusa as empresas por trás do stablecoin Tether de “sustentar e estourar a maior bolha da história”, levando ao desaparecimento de US$265 bilhões em criptomoedas.

As informações são da Bloomberg.

Arquivada no Tribunal Distrital dos EUA no Distrito Sul de Nova York no domingo em nome de vários investidores, a denúncia acusa o emissor da stablecoin de manipular os preços do Bitcoin.

Como os proprietários da Tether também são donos da corretora Bitfinex, segundo a ação, eles podem executar ordens de compra de Bitcoin sem apoio, o que não lhes custa nada pois podem usar a Tether sem lastro.

A Tether alegou que o seu token, USDT, é lastreado em 1:1 por reservas fiduciárias. Porém, em uma recente polêmica, a companhia acabou revelando que o lastro é feito em outros ativos, como outras criptomoedas e até ações.

Os pedidos de compra podem aumentar artificialmente os preços no mercado de criptomoedas ilíquidas, afirmou a queixa.

“Seja qual for o caso e, por mais que o tribunal encontre o resultado, esse processo trará um nível de transparência sem precedentes à Tether. Isso é algo que quase todo mundo concorda que é uma coisa boa para todo o criptomercado”, disse Emin Gun Sirer, professor associado da Universidade Cornell, no Twitter.

https://twitter.com/el33th4xor/status/1181250259273601029

Um porta-voz da Tether, que tem sede em Hong Kong, não respondeu ao contato pedindo esclarecimentos feito pela Bloomberg.

Já no dia 5 de outubro, o site oficial da Tether chegou a comentar sobre a ação. “Nós antecipamos ações sem mérito e mercenárias com base em estudos falsos.

A Tether e suas afiliadas nunca usaram tokens ou emissões de Tether para manipular o mercado de criptomoedas ou o preço dos tokens”, afirmou o comunicado.

O processo alega que os autores sofreram danos como resultado da manipulação do mercado. A ação também disse que os acusados são culpados de extorquir e fraudar intencionalmente investidores.

Roche Freedman LLP, que recentemente venceu a ação contra Craig Wright, que afirma ter criado o Bitcoin, representa os investidores que deram queixa.

Veja também: Bitcoin: Como estar preparado para Halving?

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.