Tether é acusada de fraude após desvalorização do USDT

0 Comentários

Na última terça-feira, token USDT desvalorizou e foi cotado a US $ 0,95 em várias exchanges de , tal desvalorização gerou pânico nos traders que estavam arbitrando entre os ativos.

Na mesma terca-feira, o Noble Bank parceiro bancário do emitiu um relatório, divulgando que o banco, que supostamente é responsável pelas contas da  Ltd e da , não está conseguindo manter suas operações devido à estagnação no mercado de criptomoedas.

Tal evento pode ter sido a explicação por trás da desvalorização do Tether em 2 de outubro. Mas também vale destacar que a revelação de uma conexão indireta entre os fundadores do Noble Bank, Tether e da tem levantado grandes desconfianças sobre se o token ser legítimo ou não.

Leia também  Em parceria com a SBI Holdings, Wirex lançará cartão de Bitcoin no Japão

Um blogueiro divulgou no Medium uma estranha conexão entre Brock Pierce, que é o fundador do Noble Bank e também foi co-fundador da Tether. Eugene Sullivan, que faz parte do conselho de assessores do Noble Bank, também é o sócio principal da Freeh Sporkin & Sullivan, uma empresa de consultoria jurídica pela auditoria do Tether e do Noble Bank.

Tal situação está gerando descrédito no projeto Tether e que eles estão “imprimindo notas falsas de dólares” na forma de USDT.

A comunidade cripto está especulando que a Tether pode até não ter o dinheiro para sustentar seus estoques de USDT, por isso eles estão dispostos a vender o Noble Bank por cerca de US $ 5-10 milhões.

É importante os investidores ficarem atentos as notícias sobre esse assunto, pois se a cotação do USDT cair, então os traders provavelmente vão trocar seus tokens USDT por outras criptomoedas, em especial o .

Guia do Bitcoin

Leia também  Synereo (AMP) será listada em exchange na China