Telegram vai iniciar testes públicos da sua blockchain

4s Comentários

O Telegram começará a testar publicamente sua tão esperada blockchain TON no dia 1º de setembro, de acordo com um relatório do site de notícias russo Vedomosti.

Como parte do teste da rede, o Telegram também divulgará o código para quem quiser executar os nós da blockchain TON e instruções sobre como configurar um desses nós. O mecanismo de consenso e o esquema de sharding da TON também estarão disponíveis para teste.

No início desta semana, o New York Times informou que o Telegram havia notificado seus investidores de que está pronto para enviar seu lote inicial do token nativo da blockchain TON nos próximos dois meses.

Até o momento, a criptomoeda está sendo chamada oficialmente de GRAM.

O Telegram também planeja conceder aos seus mais de 200 milhões de usuários acesso às carteiras GRAM.

Além disso, de acordo com o site CoinDesk, a TON Labs, uma empresa de tecnologia que cria produtos e serviços para a TON, está trabalhando em uma ferramenta compiladora Solidity para habilitar o uso de aplicativos descentralizados da rede Ethereum na TON.

O Telegram já levantou US$1,7 bilhão em uma ICO em maio de 2018 de investidores institucionais como Kleiner Perkins Caufield & Byers, Benchmark e Sequoia Capital. Em maio de 2019, o Telegram lançou sua rede de testes blockchain.

Como dissemos, a TON Labs é a força principal por trás das principais ferramentas na TON Network.

A equipe de desenvolvimento está ajudando a criar uma série de ferramentas para os desenvolvedores para ajudá-los a desenvolver a nova rede.

O CEO e sócio-gerente da TON Labs, Alexander Filatov disse:

“Essa foi provavelmente a coisa mais difícil que construímos. Isso permitirá que a comunidade avançada do Ethereum coloque tudo o que foi criado para o Ethereum na TON.

Você pode jogar com GRAMs [o token da rede], escrever um contrato inteligente simples conversando com o por meio de um cliente leve [e] criar uma carteira”, disse Filatov.

É esperado que a TON lance o seu novo produto até o dia 31 de outubro. Caso contrário, o Telegram poderá ter que reembolsar os investidores que participaram da ICO.

Vale lembrar que as fontes informam que esses relatórios não foram confirmados (nem negados) pelo Telegram.

Veja também: China lançará mesmo sua criptomoeda em Novembro?

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.