Snapcard chega ao Brasil trazendo soluções em pagamento via Bitcoin para o E-commerce

0 Comentários
Empresa aposta no potencial do uso da moeda digital no País. Atualmente, mais de 15 mil comerciantes brasileiros já aceitam Bitcoin como forma de pagamento.

A Snapcard, empresa especializada em soluções para pagamento com bitcoin, iniciou suas operações no Brasil.

Por aqui, a empresa – com sede em São Francisco – é lançada com a parceria da Pagpop, startup brasileira com foco em pagamentos móveis.

A proposta da Snapcard é facilitar a transação de bitcoins ao oferecer solução para usuários comprarem a moeda usando métodos de pagamento locais. No caso, a companhia desenvolveu um aplicativo de ponto de venda, o Snapcard Bitcoin POS, que permite que qualquer comerciante aceite pagamentos em bitcoin com uma taxa única de 0,50% por transação.

Leia também  Tutorial: Como comprar e vender altcoins na Poloniex

O Snapcard Bitcoin POS está disponível através de operadoras de ponto de venda móveis como Pagpop e do Android Application Store.

Carteira virtual

A Snapcard também fornece uma carteira móvel para dispositivos Android, iPhone e baseados na web. Depois de se inscreverem, usuários podem comprar bitcoin usando Boletos, Transferências Bancárias, cartões de crédito e cartões de débito pré-pagos.

Da mesma forma, a carteira virtual permite a qualquer pessoa enviar, receber e comprar a moeda digital de forma gratuita. Segundo a companhia, não há taxas “escondidas” cobradas.

Ao focar suas operações também no Brasil, a companhia de base americana aposta no potencial do uso da moeda criptografada por aqui. De acordo com a Bitvalor, empresa de monitoramento de bitcoin, existe uma expectativa de mais de R$ 70 milhões em transações em bitcoin no Brasil em 2015.

Leia também  Onde e como comprar e vender Bitcoin no Brasil

Para Michael Dunworth, co-fundador da Snapcard, o medo da inflação e os impostos mais elevados dentre os mercados emergentes são “fatores determinantes para algumas pessoas assumirem riscos em bitcoin no Brasil”.

“O bitcoin oferece oportunidades novas e exclusivas para os comerciantes no Brasil. Eles já não enfrentarão grandes taxas e longos prazos de liquidação”, defende Marcio Campos, CEO e fundador da Pagpop.

Atualmente, a Snapcard possui acordos com 25 mil comerciantes em todo o mundo e agora conta com mais de 15 mil usuários ativos da carteira de bitcoin. No Brasil, 15 mil comerciantes brasileiros já aceitam a moeda digital.

Via: IDGNow

Aviso de risco: Investir em moedas digitais, ações, títulos e outros valores, mercadorias, divisas e outros produtos de investimento derivado (por exemplo, contratos por diferença, “CFD”) é especulativo e representa um nível elevado de risco. Cada investimento é único e envolve riscos únicos.

Os CFD e outros derivados são instrumentos complexos e têm um risco elevado de perda rápida de dinheiro devido a alavancagem. Deverá ponderar se compreende como o investimento funciona e se consegue suportar o risco elevado de perda do seu dinheiro.

As criptomoedas podem ter preços flutuantes e, por isso, não são adequados a todos os investidores. A negociação de criptomoedas não é supervisionada por qualquer enquadramento regulador da UE. O desempenho anterior não garante os resultados futuros. Qualquer histórico de negociação apresentado tem menos de 5 anos e, exceto quando indicado, não é suficiente como base de decisões de investimento. O seu capital está em risco.

Quando negoceia em ações, o seu capital está em risco.

O desempenho anterior não é um indicativo fiável de resultados futuros. O histórico de negociação apresentado tem menos de 5 anos e, exceto quando indicado, não é suficiente como base de decisões de investimento. Os preços podem tanto subir como descer, os preços podem flutuar bastante, pode estar exposto a flutuações de taxa de câmbio e pode perder todo ou mais capital do que o que investiu. O investimento não é adequado para todos, certifique-se de que compreendeu totalmente os riscos e legalidades envolvidas. Se não tiver a certeza, procure aconselhamento financeiro, legal, fiscal e/ou contabilístico. Este website não oferece aconselhamento financeiro, legal, fiscal ou contabilístico. Alguns links são links afiliados. Para mais informação, leia o nosso aviso e declaração de risco completo.