Site falso anuncia lançamento de criptomoeda chinesa

0 Comentários

A futura criptomoeda da China está chamando a atenção. Mesmo sem data de lançamento prevista, a stablecoin chinesa já é alvo de muitos comentários. Como muitos projetos que estão sobre os holofotes sempre aparecem os golpes, como foi observado com o Libra do Facebook, com o “yuan digital” não seria diferente.

Cibercriminosos observando o grande potencial que essa criptomoeda terá, logo criaram uma página de web falsa. A página anunciou uma contagem regressiva para o lançamento da criptomoeda ao público. Esse suposto lançamento começaria em 20 de novembro.

Sem demora o governo chinês esclareceu que a página não era oficial. E informou que a moeda digital ainda está em fase de pesquisa e testes. O comunicado acrescentou que o tempo de emissão da criptomoeda também é falso e que não autorizou nenhuma plataforma de negociação de ativos a realizar transações.

“Qualquer coisa que esteja sendo negociada no mercado sob o nome de DC / EP ou DCEP não é a moeda digital nacional e qualquer hora de lançamento sugerida na Internet é imprecisa”, disse o banco central.

O Banco também advertiu a população contra os golpes que ainda surgirão em cima da tão aguardada criptomoeda.

“Os investidores devem estar cientes das empresas que se apresentam como banco central para atrair pessoas para ‘negociar’ a moeda digital, pode estar repleta de informações enganosas”.

Estar atentos aos golpes é de extrema importância, pois nem mesmo os governos podem impedi-los.

O que observamos durante o decorrer deste ano foi a mudança de pensamento do governo chinês em relação as criptomoedas.

Nos acontecimentos mais recentes, um jornal estatal chines publicou uma matéria de primeira página dizendo que o Bitcoin é a primeira aplicação bem-sucedida da tecnologia blockchain.

O jornal ainda exaltou o BTC descrevendo-o como “um dos tópicos mais quentes dos últimos anos”. Além disso, entrou em detalhes explicando como o Bitcoin e a sua tecnologia subjacente funcionam.

O jornal do Exército de Libertação Popular expressou que vê nas criptomoedas algo de valor para recompensar os soldados que se saem bem nas forças armadas. Isso, claro, se tecnologia blockchain realmente decolar no país.

Fato é que a China está realmente buscando novos caminhos para não sentir o peso da sanção americana e o blockchain pode ser a saída mais rápida. O que está reservado para o futuro das criptomoedas na China ainda não pode ser visualizado. Entretanto, essa mudança de pensamento demonstrada durante esse ano pode ser um grande sinal de que o país não pretende apenas fazer barulho e sim mergulhar nesse mercado tão promissor.

 

Clique aqui para ler: Coinbase Card adiciona suporte para mais 5 criptomoedas

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.