Rússia não vai legalizar a criptomoeda do Facebook

1 Comente

A criptomoeda do Facebook, a Libra, foi oficialmente anunciada no começo dessa semana. Mas apesar do pouco tempo, ela já está causando bastante barulho dentro do criptomercado.

Além de toda a discussão por conta do impacto causado pelo tamanho deste projeto, vários países se posicionaram em relação à moeda. Inicialmente, autoridades da Europa se opuseram ao projeto de criptomoeda do Facebook. Depois foi a vez de políticos americanos.

Agora, de acordo com o site CoinTelegraph, a Rússia também não vai ter uma aproximação amigável com a criptomoeda.

Segundo um post no site com informações da agência de notícias russa TASS, no dia 18 de junho o presidente do Comitê de Duma da Rússia sobre o mercado financeiro, Anatoly Aksakov, disse que a próxima moeda do Facebook, a Libra, não será legalizada na Rússia.

Aksakov afirmou que a Rússia não legalizará o uso da criptomoeda Libra do Facebook, que a empresa pretende lançar em 2020, porque ela pode representar uma ameaça ao sistema financeiro do país. Aksakov também ressaltou que a Rússia não tem planos de adotar uma legislação “que fornece espaço para o uso ativo de ferramentas de criptomoedas criadas no âmbito de plataformas abertas das blockchains”.

As declarações de Aksakov parecem contraditórias com as do vice-ministro das Finanças, Alexei Moiseev, que afirmou que a maior lei de criptomoedas do país pode ser adotada nas próximas duas semanas.

Segundo Aksakov, as pessoas poderão comprar Libra em plataformas financeiras estrangeiras, enquanto a criação de mecanismos semelhantes na Rússia será estritamente limitada:

“Em teoria, deveríamos falar sobre a possibilidade de organizar todos os tipos de exchanges, plataformas de negociação e vendas de tais moedas. Nós, acredito, limitaremos ou proibiremos a criação de tais sites. Aqueles que querem adquirir essas ferramentas usando a legislação estrangeira podem fazê-lo por sua conta e risco.”

Veja também: IBM anuncia versão 2.0 do seu serviço de blockchain com integração “multicloud”

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Escreva um comentário

1 Comentário

estranho a Rússia se poscionar contra a criptomoeda do Facebook, evidentemente, é por causa que o empresário não é russo. Atualmente a Rússia possui inumeras empresas com plataformas de compra e venda de criptomoedas com investimentos que pagam percentuais dias considerados e bônus por bonificações.

Na realidade a contraposição da Rússia é mais “profunda”, pois existe um interesse grande do país se desvincular da internet mundial, criando sua própria rede, bem como, a Russía envida esforços de eliminar o dólar como moeda de referência no mercado mundial. Neste quesito a europa como um todo concorda com a Rússia, pois a criação do Euro foi uma tentativa de além de criar uma moeda forte, torna-se referência no mercado, o que não conseguiram.

Verdade seja dita, tudo que é de americano é meio que “odiado” por parte do mundo.

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.