Ripple planeja ser a principal criptomoeda na Índia

0 Comentários

Em uma conferência numa Universidade da Pensilvânia, Asheesh Birla foi um dos principais palestrantes da conferência, ele é o vice-presidente de produto da Ripple. Ele relatou que a empresa pretende ser a líder em criptomoedas (XRP) na Índia, tomando o lugar do Bitcoin que é a mais forte.

Ano passado o primeiro-ministro da Índia decidiu iniciar um processo de desmonetização, seus planos era retirar de circulação e aposentar o dinheiro atual e substituir por um novo. O governo conseguiu retirar 86% de todo o dinheiro que estava em circulação. O objetivo foi mudar toda a velha economia e mudar por uma nova economia, uma economia digital.

O plano da Ripple

Atualmente a ripple é a quarta maior criptomoeda por capitalização de mercado e está buscando derrubar o Bitcoin e assim obter a maior parcela do setor financeiro na Índia. Asheesh Birla afirmou:

“Vemos na Índia um mercado enorme, são dois bilhões de pessoas. Buscamos como captar 2 bilhões de pessoas para a Ripple? Nossa resposta foi: daremos XRP para todos os indianos, sim dois bilhões, apenas doamos.”

A equipe da Ripple tomou 2 atitudes, a primeira foi doar XRP aos 2 bilhões de indianos para incentivá-los a usar. O segundo foi a parceria com os 3 maiores bancos da Índia, que respondem por 80% da participação de mercado do país. O ambicioso plano da Ripple tem grandes chances de dar certo pelo menos na teoria, com a Índia tentando digitalizar toda a economia, removendo a maior parte do dinheiro em circulação, se a Ripple encontrar uma maneira de trabalhar em parceria com esses bancos, seu plano ambicioso pode ter um bom desempenho.

Quais as chances de dar certo?

O ex-chefe do Banco da Reserva da Índia (RBI), R Gandi, disse o seguinte sobre as criptomoedas:

“Se elas são usados ​​para liquidar transações, então são moedas. Mas, isso é algo que precisamos ter cautela. Porém se as pessoas querem investir em uma commodity, então isso é diferente, porque então podemos assumir que elas estão cientes dos riscos envolvidos.”

Segundo as palavras de R gandi o governo indiano está planejando considerar as criptomoedas como commodities em vez de moedas. Ministério das Finanças da Índia tem se referido ao Bitcoin de forma negativa, destacando sua questão especulativa, que segundo ele é a principal razão para a volatilidade no preço.

Uma das principais características do Bitcoin não é muito bem vista pelos governos, é a descentralização, pois tira todo o controle de um possível intermediário. Já a XRP, pelo contrário tem sido considerada como uma criptomoeda centralizada, e isso pode contribuir para seus planos de dominar o mercado indiano ao trabalhar em parceria com grandes instituições financeiras. Mas, a dúvida é o XRP será considerado uma criptomoeda ou commodity para o governo indiano e principalmente, se os bancos indianos estão dispostos a trabalhar com a Ripple.

Fonte: toshitimes

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.