Regulador financeiro japonês inspecionou a exchange Coincheck

Conforme informado pelo site de notícias Nikkei Asian Review. Funcionários da Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA) inspecionam os escritórios da exchange hackeada Coinchek.

Segundo o jornal, o objetivo da inspeção foi estudar a condição financeira da empresa e verificar a confiabilidade dos sistemas de segurança da plataforma. Também vale a pena notar que é a primeira vez que a FSA faz esse tipo de inspeção.

“O estudo [status financeiro] foi realizado para proteger os usuários“, disse o secretário do Tesouro do Japão, Taro Aso.

Além disso, a agência solicitou que outras exchanges informem sobre as medidas que estão tomando para melhorar a gestão de riscos.

Além de avaliar a solvência da empresa, a Agência também pretende examinar as causas do incidente, o que fez com que os clientes do site perdessem mais de US $ 500 milhões de criptomoedas NEM. Entre os principais motivos deste roubo, destaca o jornal japonês está o armazenamento de ativos do usuário em “carteiras quentes” que funcionam conectadas a internet.

Leia também  De olho no Fork: tome precaução extra ao tentar acessar seus tokens BCC

A FSA obrigou a administração da exchange fortalecer a confiabilidade dos sistemas de segurança e, até 13 de fevereiro, fornecer ao departamento um relatório sobre o trabalho realizado. A Agência também disse que a Coincheck continuará seu trabalho e aceitará depósitos do iene japonês.

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]
loading...

Bitcoin sobe após notícia de possível compra da exchange hackeada Coincheck

O preço do Bitcoin subiu aproximadamente 5% nesta terça-feira, e a causa parece ser uma possível compra da Coincheck, uma exchange de criptomoedas que foi invadida por hackers, pela empresa…

1 Comente

OKEx, a segunda maior exchange do mundo, muda para a “ilha da blockchain” – Malta

A ilha de Malta, que recentemente aprovou uma legislação regulatória a respeito da blockchain, criptomoedas e ICO`s a fim de se tornar amigável às criptos se tornou a “ilha da…

0 Comentários
Vai ficar de fora?
Para manter-se atualizado sobre novidades, ofertas e dicas, informe-nos que você gostaria de receber atualizações por e-mail inserindo seu endereço de e-mail e clicando para se inscrever. Como usamos as suas informações?​

INSCREVER
close-link