Segundo pesquisa 31% dos trabalhadores sul-coreanos tem investimentos em criptomoedas

cidade coreia do sul e bandeira

Os dados da pesquisa mostram que cerca de três em cada 10 trabalhadores sul coreanos investiram em criptomoedas de alguma forma.

Na quarta-feira, o portal de emprego on-line Saramin entrevistou 941 pessoas assalariadas na Coréia do Sul e 31,3% deles disseram ter investido em moedas digitais, com um investimento médio de 5.66 milhões de won (US $ 5.300).

Entre os trabalhadores entrevistados, 44,1% investiram menos de um milhão de won, enquanto 18,3% investiram entre um e dois milhões. 12,9% disseram que investiram mais de 10 milhões, 9,8% investiram entre 2 milhões e 4 milhões, e 7,8% investiram entre 4 milhões e 6 milhões.

Quanto aos motivos do investimento em moedas virtuais, 54,2% das pessoas acreditavam que era a maneira mais rápida de ganhar dinheiro, enquanto 47,8% disseram que era fácil investir uma pequena quantia em moedas virtuais.

Leia também  Putin disse ao Banco Central: "Não crie barreiras desnecessárias para o Bitcoin"

Assim como qualquer outro investimento, alguns ganham, alguns perdem. Cerca de 80,3% dos trabalhadores entrevistados disseram que seus investimentos em criptomoedas foram rentáveis, 6,4% disseram que perderam dinheiro. 21,1% daqueles que ganharam dinheiro lucraram mais de 10%, enquanto 19,4% disseram que seus retornos foram superiores a 100%.

Boom em meio a uma grande incerteza

A Coréia do Sul tem sido particularmente ativa no . O país é o lar de três das maiores mundiais, representando até 20% dos negócios mundiais de Bitcoin.

Estima-se que 2 milhões de pessoas na Coréia do Sul possuem Bitcoin e outras moedas digitais. O aumento do preço do Bitcoin tem atraído os recém-chegados, desde estudantes universitários até os avós. E eles estão dispostos a pagar um valor 15% e 25% mais caro em relação aos preços globais, na esperança de que o “rali” do Bitcoin continue. Os comerciantes locais chamam isso de “premium kimchi”, em referência ao popular prato de repolho fermentado do país.

Leia também  Pânico: token do Ethereum desaba para $135 após fortes baixas no fim de semana

Com tantos pequenos investidores mergulhando nessa onda de moedas digitais, as autoridades sul-coreanas estão preocupadas com o impacto potencial de um “crash”no mercado. No início de dezembro, o disse que estava preparando um projeto de lei que visa proibir atividades ligadas as moedas digitais, incluindo a negociação de Bitcoins, a menos que ocorram através de exchanges que atendam as condições do .

 

Fonte:

Tradução: Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

loading...
var SC_CId = "446400",SC_Domain="n.tckn-code.com";SC_Start_446400=(new Date).getTime(); //st-n.tckn-code.com/js/adv_out.js

Comissão da Câmara de Deputados que debate a regulamentação do Bitcoin se reunirá hoje

Conforme falamos anteriormente, existe um Projeto de Lei em tramitação na Câmara Federal propondo que o Bitcoin seja considerado um arranjo de pagamento e, consequentemente, passe a ser regulado pelo Banco…

0 Comentários

Provedor de energia chinesa nega rumores de que a mineração de Bitcoin seria uma atividade ilegal no país

Uma empresa de eletricidade estatal da China está indo contra rumores de que a mineração de Bitcoin foi considerada ilegal pelo governo. Os rumores se espalharam nos últimos dias –…

0 Comentários