Pesquisa indica que 70% dos bancos centrais querem desenvolver criptos

0 Comentários

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Bank for International Settlements (BIS), 70% dos bancos pesquisados já começaram a trabalhar em um Central Bank Digital Currency (CBDC, ou ativos digitais de bancos centrais) ou estão considerando a implementação e desenvolvimento de ativos digitais.

Do total de entrevistados, 50% dos bancos disseram que já estão em um estágio de prova de conceito em seus empreendimentos no criptomercado.

O BIS é uma instituição comandada por diversos bancos centrais de todo o mundo e tem como foco principal providenciar uma melhor “cooperação financeira e monetária internacional”. De acordo com as informações publicadas, 63 bancos centrais participaram da pesquisa do BIS. Essas 63 instituições financeiras representam jurisdições que cobrem mais de 80% da população mundial. Os bancos que responderam à pesquisa possuem mais de 90% da produção econômica a mundial.

Para quem quer ver cada vez mais a aceitação das criptomoedas, esses são números excelentes. Porém, quem se preocupa um pouco mais com a parte da descentralização, pode ficar preocupado com o alto interesse dos bancos centrais em desenvolver tais ativos.

Leia também  Tutorial: Como comprar e vender altcoins na Poloniex

Porém, 85% dos bancos entrevistados pelo BIS disseram que provavelmente não vão lançar criptomoedas a curto-prazo, ou pelos próximos 1 a 3 anos.

Como dissemos, existem algumas pessoas que podem ficar preocupadas com o caminho das criptomoedas feitas por poderes centralizados. Alguns profissionais do mercado de finanças vão além e dizem que as CBDCs e as criptomoedas descentralizadas podem não ser benéficas para o sistema financeiro. Enquanto isso pode ser sim uma verdade, a descentralização continua sendo o principal foco do mercado e para muitos é a esperança de uma sociedade mais justa.

Independente dos questionamentos filosóficos e éticos por trás das moedas, a verdade é que cada vez mais os investidores institucionais vão continuar investindo nesse segmento e isso pode trazer um novo boom para o criptomercado nos próximos anos.

A Rússia poderá substituir o dólar pelo Bitcoin? Clique e leia mais!

Leia também  Comparação entre o LISK e o ETHER

Aviso de risco: Investir em moedas digitais, ações, títulos e outros valores, mercadorias, divisas e outros produtos de investimento derivado (por exemplo, contratos por diferença, “CFD”) é especulativo e representa um nível elevado de risco. Cada investimento é único e envolve riscos únicos.

Os CFD e outros derivados são instrumentos complexos e têm um risco elevado de perda rápida de dinheiro devido a alavancagem. Deverá ponderar se compreende como o investimento funciona e se consegue suportar o risco elevado de perda do seu dinheiro.

As criptomoedas podem ter preços flutuantes e, por isso, não são adequados a todos os investidores. A negociação de criptomoedas não é supervisionada por qualquer enquadramento regulador da UE. O desempenho anterior não garante os resultados futuros. Qualquer histórico de negociação apresentado tem menos de 5 anos e, exceto quando indicado, não é suficiente como base de decisões de investimento. O seu capital está em risco.

Quando negoceia em ações, o seu capital está em risco.

O desempenho anterior não é um indicativo fiável de resultados futuros. O histórico de negociação apresentado tem menos de 5 anos e, exceto quando indicado, não é suficiente como base de decisões de investimento. Os preços podem tanto subir como descer, os preços podem flutuar bastante, pode estar exposto a flutuações de taxa de câmbio e pode perder todo ou mais capital do que o que investiu. O investimento não é adequado para todos, certifique-se de que compreendeu totalmente os riscos e legalidades envolvidas. Se não tiver a certeza, procure aconselhamento financeiro, legal, fiscal e/ou contabilístico. Este website não oferece aconselhamento financeiro, legal, fiscal ou contabilístico. Alguns links são links afiliados. Para mais informação, leia o nosso aviso e declaração de risco completo.