Países com sistemas financeiros falhos dominam pesquisas por Bitcoin em 2016

Este ano, os países que exigem , incluindo o Gana, a e a África do Sul, dominaram as buscas dos motores de busca para a palavra-chave bitcoin. Curiosamente, os países que representam os mais altos índices de busca por bitcoin, em 2016, têm infra-estruturas financeiras pobres ou regulamentos fiscais sobre a saída de capital do país.

Google trends

 

Os usuários da obtiveram a pontuação máxima no Google Trends com um interesse de pesquisa de 100/100. Gana, África do Sul, Malásia e seguiram, completando a lista dos cinco países com as maiores pesquisas sobre bitcoin.

Infraestrutura financeira ruim

Gana, África do Sul, Nigéria e Venezuela têm infra-estrutura financeira deficiente. Os pagamentos transfronteiriços são caros e ineficazes com os sistemas de remessas e os estabelecimentos existentes. A população em geral não obtém os serviços bancários necessários, uma vez que as instituições financeiras locais exigem uma extensa documentação sobre poupança, propriedades, situação financeira, etc.

A Nigéria, em particular, tem um dos menores níveis de penetração financeira e o menor setor bancário, com pouco mais de US$ 118 bilhões em . A EY (antiga Ernest & Young), uma empresa de pesquisa de vários bilhões de dólares, afirmou que a penetração de baixa conta na Nigéria é impulsionada por baixos rendimentos, que atualmente estão abaixo de US$ 2.000 em média. A EY e outros analistas também afirmaram que a Nigéria tem grande potencial para crescer em termos de , já que os bancos estão se tornando mais conscientes dos problemas provenientes de remessas e pagamentos transfronteiriços.

“A Nigéria tem um nível relativamente baixo de crédito interno ao PIB, o que sugere que há uma margem considerável para o crescimento do crédito, e o crédito ao consumo para a classe média em expansão deve ser uma grande oportunidade para os bancos de varejo no mercado”, conforma aponta um relatório do EY.

A população já não acredita mais nos bancos

No entanto, a população em geral está começando a mostrar crescente interesse em plataformas financeiras alternativas e prestadores de serviços. Vários relatórios de analistas como EY mostram que a população geral ficou sem paciência com os ineficientes sistemas bancários do país. Além disso, EY afirmou que os bancos locais vão lutar para ganhar capital para financiar o crescimento da indústria financeira nigeriana.

“Com esse aumento na demanda antecipada para empréstimos empresariais e financiamento de projetos, os bancos domésticos, especialmente aqueles que estão fora da camada superior, podem lutar para aumentar os depósitos suficientes para financiar esse crescimento”, acrescentou o relatório.

A mudança dos sistemas bancários convencionais e serviços financeiros para os bancos móveis e ’s é evidente na Nigéria. De acordo com um documento intitulado “Encorajar a mudança para a Internet e bancos móveis: uma perspectiva nigeriana”, divulgado pelo principal auditor, o KPMG, os 148 milhões de usuários móveis do país já estão utilizando transações baseadas na web e serviços bancários móveis, pois oferecem acesso 24 horas por dia e 7 dias por semana.

Leia também  Japão: o novo "grande lar" do Bitcoin

A adesão a tecnologia é mais fácil para os mais jovens

Mais importante ainda, a KPMG também observou que um terço da população total da Nigéria está agora abaixo dos 24 anos de idade, que tem uma base de usuários significativamente densa de plataformas móveis e baseadas na web.

“O problema é que os bancos da Nigéria em grande parte falharam em traduzir esta paixão pela internet e pelas mídias sociais em uma maior adoção de soluções de internet e de bancos móveis. Apenas 42% dos clientes bancários nigerianos disseram que usam plataformas bancárias on-line para uma ou mais atividades bancárias”, disse a KPMG. “Os benefícios de transferir transações para plataformas baseadas na web são claros. Para os clientes, as plataformas baseadas na web oferecem conveniência, acesso 24/7 e liberdade de localização”, acrescentou.

À medida que milhões de usuários começam a mudar de bancos para bancos móveis, um número crescente de milenários e jovens adultos começaram a procurar alternativas como o bitcoin, o que acabou levando a pesquisas nos mecanismos de busca. Assim, a dominação do bitcoin nos índices de buscas da população nigeriana deve ser considerada como uma forte evidência para a crescente demanda por serviços de Bitcoin.

Leia também  Polychain Capital levanta $10 milhões para investimento em ativos alternativos de blockchain

Via: News Bitcoin
Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *