Ótima notícia! 12 exchanges na Coréia do Sul são liberadas para operar

0 Comentários

A agencia regulamentadora da Coréia do Sul, a Korean Blockchain Association (KBA) aprovou 12 exchanges de criptomoedas, comunicando que todas tomaram medidas de segurança eficientes e implementado sistemas de gerenciamento interno forte para operar como bolsas de valores. Tudo indica que essa decisão seja o estopim para novos investimentos naquele país, mas também foi recebida com algumas críticas.

A KBA é uma entidade dedicada supervisionar o setor de blockchain e criptomoeda do país. Em maio deste ano, a KBA notificou que iria realizar “inspeções” internas em todos os envolvidos no setor de criptomoedas.

A Korea Blockchain Association designou que um empresa de auditoria assumisse as inspeções. Agora, todas as 12 exchanges auditadas foram aprovadas nos padrões de inspeção da KBA e, portanto, estão em conformidade com os “padrões gerais” da KBA. Esses padrões compreendem; “ativos totais mínimos, adoção de carteira fria, requisitos contra lavagem de dinheiro” e muito mais. Inicialmente, 14 exchanges foram selecionadas para passarem pela auditoria, mas tanto a Sunny7 quanto a Kommit se retiraram voluntariamente das inspeções da KBA.

As exchanges que passaram pela auditoria e foram aprovadas são: UPbit, Bithumb, OKCoin Coreia, Korbit, Coinone, CoinZest, CPDAXX, HanbitKor, DexKor, NeoFrame, Gopax e Huobi Korea.

Essa é uma notícia importante pois as exchanges estavam proibidas de operar com usuários anônimos. Mas a recente notícia abrirá totalmente o mercado de criptomoedas para os usuários, seguindo a decisão do governo da Coréia do Sul de regular oficialmente e legitimar o mercado de criptomoedas, como relatado anteriormente por nós.

Os jornais de notícias sul-coreanas acreditam que o anúncio deve resultar em uma enxurrada de novos capitais entrando no mercado de criptomoedas, uma vez que resolve algumas das incertezas que cercam as exchanges de criptomoedas sul-coreanas, pois elas devem ser reguladas como instituições financeiras.

No entanto, é importante destacar que alguns se opuseram à aprovação da KBA. Principalmente pela aprovação da exchange Bithumb, que sofreu um ataque hacker, noticiado no mundo todo, que resultou num prejuízo de US $ 40 milhões em criptomoedas.

Isto fez com que alguns questionassem a validade dos métodos usados ​​para inspecionar as exchanges. Um jornal do país, o Korea Herald revelou que nenhuma das inspeções incluiu qualquer método de simulação de ataque hacker, e o fato de apenas serem realizadas entrevistas nas exchanges, fortaleceu ainda mais as dúvidas sobre as inspeções.

A KBA não divulgou detalhes sobre as inspeções nem quais falhas identificaram. A quem diga que o intuito da omissão dessas informações, foi proposital para não revelar quaisquer falhas ou fraquezas que podem ser aproveitadas por hackers.

O chefe de inspeção da KBA também esclareceu que “esta inspeção não garante a segurança absoluta das 12 exchanges”, e que elas são semelhantes a uma carteira de motorista – “é difícil dizer se as exchanges] são bons condutores ou não”. Contudo a aprovação das 12 exchanges deve ser vista como evidência de que as autoridades sul-coreanas estão de fato buscando meios de legitimar o mercado de criptomoedas no país, e está buscando facilitar o crescimento saudável dos empreendimentos relacionados a criptomoeda.

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.