HomeStellar manteve 98% das moedas recém-criadas

Stellar manteve 98% das moedas recém-criadas

janeiro 7, 2020 By Soraia Barbosa

A Stellar Lumens (XLM) já foi uma das principais criptomoedas do mercado e uma das grandes promessas entre as altcoins. Assim como a grande maioria dos outros ativos digitais, ela viu o seu pico durante 2017 e desde então teve problemas para entrar em ciclos de compra consistentes.

O problema é que a Stellar Lumens vem sofrendo com a falta de adoção e com decisões que atrapalham o desenvolvimento da moeda. Em uma recente publicação da empresa de análise do criptomercado Coinmetrics foi realizada uma análise sobre a rede e, mais especificamente sobre o experimento com inflação da moeda.

De acordo com as informações no relatório, a Stellar Development Foundation (SDF), a organização sem fins lucrativos que administra a rede Stellar, está retendo impressionantes 98% de todas as moedas XLM que foram produzidas após a implementação do mecanismo de inflação.

A SDF manteve 98% de 5.482 bilhões de XLM e compartilhou os outros 2% entre os outros 23 participantes do programa de inflação do sistema, entre eles exchanges, endereços de pools de mineração e baleias da rede.

Inflação da XLM

Recentemente a Stellar implementou o sistema de inflação para a sua criptomoeda. A ideia era que o suprimento total de 100 bilhões de XLM iria aumentar cerca de 1% por ano.

Todos os participantes da rede que tivessem pelo menos 0,05% dos votos semanais poderiam se tornar um destino para o dinheiro da inflação e receber XLM de acordo com o total de votos realizados.

 

Veja o preço do Ethereum hoje

 

Em teoria isso iria criar um sistema em que a própria rede, através da inflação, seria capaz de incentivar os membros que participaram do processo de votação.

Porém, algo que a SDF não imaginava que aconteceria (mas que deveria ter previsto) é que a ideia acabaria sendo usada de forma errada por participantes mal-intencionados na rede. Alguns atacantes acabaram criando pools para acumular moedas e ficarem bem acima do mínimo de 0,05% estabelecido. Isso fazia com que eles pudessem receber recompensas sem realmente contribuir para o ecossistema do projeto.

Quando a fundação notou que o sistema estava sendo utilizado de forma errada, ela decidiu acabar com o sistema e o removeu do código da criptomoeda.

O que isso significa para a Stellar?

Apesar de o sistema estar sendo usado de forma errada por pessoas mal-intencionadas, a Lumens manter 98% das moedas produzidas durante o sistema de inflação é ainda mais preocupante do que a falha do projeto.

A Stellar já é um projeto muito crítico pela centralização excessiva de algo que, por natureza, deveria ser completamente descentralizado, manter 98% das moedas demonstra ainda mais problemas neste quesito.

Curiosamente, a Stellar Lumens foi criada por Jed McCaleb que também fundou a Ripple. A Ripple também é acusada de ser altamente centralizada em relação ao criptoativo XRP.

As informações da Coinmetrics representam ainda mais combustível para as críticas à SDF e consequentemente podem diminuir o interesse do já fraco ecossistema da Lumens.

Veja também: Em outubro, XRP foi cotado acima do Bitcoin na Coinbase

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais: