HomeSistema blockchain ajudará na proteção das fronteiras dos Estados Unidos

Sistema blockchain ajudará na proteção das fronteiras dos Estados Unidos

junho 19, 2018 By Fernando Américo

O Departamento de Segurança Interna dos EUA (DHS) concedeu uma doação de US $ 192.380 para o projeto blockchain Factom para apoiar o teste beta de uma plataforma destinada a proteger os dados das câmeras e sensores da Patrulha da Fronteira, anunciou a agência nesta sexta-feira.

“As fases iniciais do trabalho da Factom informaram escolhas de arquitetura e decisões de design inerentes à integração da blockchain com as tecnologias existentes”, disse Anil John, Gerente do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento de Identidade da Direção de Ciência e Tecnologia do DHS. “Na Fase IV, a Factom implantará esta tecnologia em um ambiente de campo realista com a Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP) para entender seus impactos operacionais.”

A Factom, uma startup do Texas, está trabalhando em uma tecnologia que integra os dados coletados pelos sensores e câmeras em uma blockchain, protegendo os dados e eliminando a oportunidade de falsificar, modificar ou interromper o processo, de acordo com as informações passadas. O produto da Factom será testado em um ambiente com conectividade de internet limitada e condições climáticas variáveis ​​para avaliar seu desempenho em um cenário de Patrulha de Fronteira ao vivo.

O financiamento é uma quarta parcela de uma doação fornecida ao Factom pelo DHS durante o Programa de Inovação do Vale do Silício, que permite que empresas de tecnologia solicitem US $ 800.000 em fundos durante um período de 24 meses.

Atualmente, 23 empresas, incluindo a Factom, estão desenvolvendo suas soluções para DHS com assistência de suas subvenções, incorporando tecnologias como internet das coisas, sistemas de aeronaves não tripuladas, soluções de segurança cibernética para serviços financeiros, sistemas globais de avaliação de viagens, processamento de passageiros em aeroportos e tecnologias vestíveis.

Conforme relatado, a Factom recebeu US $ 200.000 do DHS em 2016 para começar a desenvolver o projeto atual.

Tags: