HomeRelatório Semanal: Coinbase anuncia integração de seu cartão com Google e Apple Pay

Relatório Semanal: Coinbase anuncia integração de seu cartão com Google e Apple Pay

Aqui está uma recapitulação das principais notícias sobre criptomoeda e finanças descentralizadas da primeira semana de junho

BNY Mellon lançará serviços de custódia de criptomoedas

No início desta semana, o Business Post da Irlanda informou que a BNY Mellon, uma empresa de custódia e gerenciamento de ativos com sede nos EUA, pretende lançar serviços de criptomoedas no país. O planejado Digital Innovation Hub estará localizado em Dublin. Ele fornecerá serviços de custódia de criptomoedas num movimento que o banco define como uma aposta no futuro das criptomoedas. A corporação ajudará os clientes que desejam negociar ativos digitais sob a regulamentação do Banco Central da Irlanda.

O Banco Central da Irlanda já expressou suas preocupações com o grande impacto que esses ativos devem ter. Falando numa entrevista à Bloomberg na segunda-feira, Derville Rowland, um dos principais executivos da CBI, alertou os investidores sobre os riscos de perder seus investimentos no espaço cripto.

Ela também passou a classificar as moedas digitais como investimentos especulativos e não regulamentados. Com sentimentos tão fortes, vindo do futuro presidente do comitê de gestão de investimentos da European Securities and Markets Authority, o destino das criptomoedas na Europa parece estar por um fio.

Coinbase Card agora suporta Apple Pay e Google Pay

Os usuários do Coinbase Card agora podem transacionar suas criptomoedas via Apple Pay e Google Pay. A Coinbase confirmou a notícia através de um post no blog publicado na terça-feira, facilitando assim a liquidação de pagamentos pelos usuários de criptomoedas.

A empresa por trás da maior exchange nos EUA também planeja oferecer a usuários selecionados, que poderão usar o serviço, uma recompensa em criptomoeda de 4% do dinheiro gasto usando a plataforma. O programa de recompensa é limitado a usuários baseados nos EUA, mas a empresa de criptomoedas planeja eventualmente estender o programa para outras regiões.

A exchange lançou seu cartão de débito Visa em 2019, no Reino Unido, para facilitar o uso do Bitcoin em transações. Desde então, o serviço se espalhou para vários outros países, incluindo os EUA, onde desde outubro do ano passado os usuários têm entrado na lista de espera. A integração do Google Pay e do Apple Pay vem num momento em que há desenvolvimentos significativos sendo testemunhados nos setores de celulares e criptomoedas.

Standard Chartered lançará uma Exchange de Criptomoedas na Europa

Em um esforço que aparentemente mostra o movimento do StanChart em relação à adoção de criptomoedas, o banco anunciou na quarta-feira que está se preparando para lançar serviços de corretagem e câmbio de criptomoedas. O lançamento planejado terá como alvo clientes institucionais, especificamente na Europa, vinculando-os a traders que lidam com Bitcoin e outros ativos digitais.

O braço de inovação do banco (SC Ventures) vai colaborar com a OSL, uma empresa de criptomoedas com sede em Hong Kong, para o novo produto. A empresa de câmbio de Hong Kong é uma subsidiária do BC Tech Group. O lançamento segue a insistência do HSBC de que não ofereceria serviços cripto para seus clientes, pelo menos não tão cedo. A rival StanChart já tomou medidas para impedir seus clientes de entrar em contato direto com empresas como a MicroStrategy, que investem em criptomoedas.

Alex Manson, da SC Ventures, explicou a crença da empresa de que os ativos digitais permanecerão altamente relevantes e que eles estão aqui para ficar. O chefe da SC Ventures acredita também que o novo produto criará um espaço de investimento seguro e confiável para grandes investidores.

SEC da Tailândia busca regular o setor de DeFi do país

O supervisor de finanças e valores mobiliários da Tailândia anunciou em 1º de junho que todos os projetos de finanças descentralizada, envolvidos na emissão de ativos digitais, devem ser licenciados pelo órgão. Marcando a primeira comunicação oficial sobre o setor DeFi no país asiático, a SEC alertou que as empresas que emitem tokens digitais têm que divulgar informações e usar apenas portais licenciados para suas atividades.

O anúncio do órgão financeiro veio pouco tempo após o lançamento do TukTuk, um projeto DeFi. O token de TukTuk, TUK, tinha subido para centenas de dólares em valor, apenas para ele ficar abaixo da marca de $1 num esquema relatado de bomba e despejo (pump and dump scheme). A SEC também alertou aqueles que buscam investir em projetos de DeFi sobre a necessidade de realizar pesquisas abrangentes dos atributos técnicos e de segurança dos projetos antes de investir.

China planeja outro grande ensaio CBDC

A China expôs seus planos de realizar um teste de seu CBDC com os residentes de Pequim durante o próximo Festival do Barco do Dragão. O país vai doar 40 milhões de unidades de sua moeda digital no evento de loteria programado. O montante, aproximadamente equivalente a $6,2 milhões, será distribuído a 200.000 sortudos residentes de Pequim em envelopes vermelhos, cada um contendo 200 Yuan digitais.

Todos os participantes interessados se registrarão usando seus nomes e números de identidade através de qualquer um dos dois aplicativos bancários nomeados até 7 de junho.  Os vencedores serão anunciados em 11 de junho e poderão gastar seus ganhos em estabelecimentos comerciais específicos em toda a cidade até 20 de junho.

O CBDC da China, o Renminbi, está em desenvolvimento desde 2014, e o Banco Popular da China (PBoC) está agora pressionando para aumentar o escopo dos testes.

Falando no Fórum Boao para a Ásia em abril, Li Bo, vice-governador do PBoC, explicou que a China já tinha planos de disponibilizar o e-CNY para uso até mesmo por visitantes internacionais durante os próximos Jogos Olímpicos de Inverno em Pequim.

Etiquetas:
Aceita clientes dos EUA
Plataforma premiada de negociação de criptomoedas
Grande variedade de ativos de criptografia
Abra sua conta agora!