HomeDe novo? Presidente do Banco Central do Brasil mais uma vez critica as criptomoedas

De novo? Presidente do Banco Central do Brasil mais uma vez critica as criptomoedas

março 20, 2018 By Diego Marques

Embora o presidente do Conselho do Banco da Inglaterra e da Financial Stability, Mark Carney, não ver as criptomoedas como uma ameaça imediata ao sistema financeiro global, o chefe do banco central do Brasil ainda parece preocupado.

Em declarações à Folha de São Paulo, antes da Cúpula do G20 de 2018 em Buenos Aires, Ilan Goldfajn destacou que as criptomoedas ainda não possuem a estabilidade necessária para ser uma troca de valor segura e legítima.

Em vez disso, Goldfajn disse que ele prefere pensar neles como “cripto-ativos” em vez de “criptomoedas”.

” Não me refiro a eles como dinheiro porque o dinheiro tem que ter estabilidade em seu valor e ser capaz de facilitar os pagamentos,” ele explicou. “Eu os vejo mais como um ativo, e um risco, porque eles não têm o apoio de um banco central.

 As criptomoedas estão na lista de várias reuniões na reunião do G20 essa semana, onde os aspectos regulatórios serão discutidos. Goldfajn explicou que o objetivo será “olhar para o que cada país está fazendo e quais são os benefícios, porque todos nós somos a favor das tecnologias”.

Ele também reiterou sobre o uso potencial das criptomoedas para o financiamento de atividades ilícitas. Embora a utilização do bitcoin e outras criptomoedas para crimes tenha diminuído, ele explicou que o risco, por menor que seja, delas serem usadas em atividades ilegais nas fronteiras do Brasil é muito grande para tolerar.

“Não podemos demonstrar complacência quanto à evasão fiscal e ao lavagem de dinheiro”, enfatizou. “Se esse novo canal for usado para esses propósitos, devemos agir como agimos em resposta a outros movimentos ilícitos”.

Goldfajn também alertou aos investidores que estão pensando em investir em criptomoedas.

“A volatilidade deste investimento, pode aumentar muito e pode diminuir muito, não haverá ninguém que possa dar garantias. Se alguém está pensando em vender sua casa para comprar criptomoedas, eu diria que o risco é enorme “.

Não foi a primeira vez que Goldfajn, que chefia a nona maior economia do mundo em 2016 – pelo Banco Mundial, tem uma visão negativa das criptomoedas. Em dezembro passado, ele disse que o bitcoin tem todas as características de um “esquema de pirâmide” em que o objetivo é comprar e depois vender a um preço mais alto.

“Isso não é algo que os reguladores devem incentivar”, disse ele na época.

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: https://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/

Tags: