HomePlataforma de trading da Fidelity está em testes finais

Plataforma de trading da Fidelity está em testes finais

fevereiro 1, 2019 By Soraia Barbosa

De acordo com um post na plataforma Medium, a gigante dos serviços financeiros, Fidelity, está realizando os teste finais e processo de refinamento para a sua plataforma de negociação e custódia de criptomoedas.

O post na Medium começa com uma visão geral do processo de desenvolvimento até o momento.

“Desde o nosso anúncio inicial em outubro, nós continuamos a trabalhar nas capacidades técnicas e operacionais necessárias para a segurança e suporte de negociações de ativos digitais com a mesma supervisão requerida por investidores institucionais.”

Segundo o anúncio, a empresa está providenciando serviços para um pequeno grupo seleto de clientes enquanto continua a construir a infraestrutura da plataforma.

“Nossos clientes iniciais são uma parte importante dos nossos testes finais e processo de refinamento que eventualmente vai nos permitir providenciar esses serviços para um grupo maior de instituições elegíveis.”

A Fidelity anunciou o desenvolvimento de uma plataforma para criptos em outubro do ano passado junto com a criação de uma nova companhia, a Fidelity Digital Asset Services. Na época, a companhia disse que a nova firma iria oferecer execução de serviços de negociação e custódia para ativos digitais, com foco em investidores institucionais. A empresa está oferecendo os seus serviços para investidores de fundo de cobertura, Family office e intermediários do mercado. Por enquanto não há previsão de funcionamento para investidores de varejo.

No anúncio feito no Medium, a empresa diz que o time de desenvolvimento está trabalhando com auditores para garantir compatibilidade regulatória e para “adaptar processos operacionais já existentes” para a plataforma de criptoativos.

Os serviços de custódia são comuns no mercado tradicional e estão começando a ficar mais relevantes no criptomercado. Esse tipo de empresa atua com o armazenamento de tokens ou commodities como ouro e diamante para garantir que eles não sejam perdidos ou roubados. Diferente da poupança dos bancos, os fundos em custodiantes não podem ser usados para investimentos, portanto não geram interesse mensal.

Veja também: FMI elogia Ripple e Circle: “Bancos serão canibalizados”

Tags: