HomeO Tether ativou o maior golpe da história das finanças?

O Tether ativou o maior golpe da história das finanças?

outubro 17, 2019 By Sabrina Martins

Enquanto o volume de negociação diário do  ultrapassa o do Bitcoin, a stablecoin se mantém de forma bastante centralizada. Poucas carteiras possuem 70% de todo o USDT circulante.

Notícias boas e ruins rodam em volta do Tether. O IntoTheBlock recentemente divulgou uma investigação que apontou dados interessantes a respeito da stablecoin.

Um dado revelado na investigação, que é bastante preocupante devido à importância do Tether no mercado, é que US$2,8 bilhões em USDT estão sendo controlados por apenas 104 endereços.

A investigação também apontou que a média em que um trader permanece com o USDT é de cerca de 17,8 dias. Esse fato é bastante compreensível já que o Tether não é usado para Holding.

Uma boa notícia para a stablecoin é que as grandes transações não param de crescer. Nos últimos sete dias, o volume total de transações acima de US$100,000 foi de cerca de US$2,4 bilhões no total.

Contudo, a divulgação do IntoTheBlock não deve ser a única coisa a respeito do Tether que o mercado deve ficar de olho. Participantes da Conferência da Offshore Alert de novembro em Londres examinarão se o USDT ativou o “maior golpe da história das finanças”.

Veja como comprar Bitcoin no Brasil

Antes mesmo do Tether começar a dominar o mercado de criptomoedas, ele já era visto como o principal responsável pela bolha dos criptoativos em 2017.

O banco de dados de finanças, Offshore, afirmou que “Bitfinex e o Tether são produtos de propriedade das Ilhas Virgens Britânicas que fornecem a maior parte da liquidez para todo o mercado de criptomoedas”.

Em 7 de outubro deste ano (2019), o OffshoreAlert anunciou que demandantes na Flórida entraram com uma ação coletiva em Nova York contra Tether, alegando fraude e conspiração em massa.

Os advogados que representam a classe de litigantes do processo estarão na Conferência de Londres. Eles irão discutir o caso na OffshoreAlert London e também falarão das oportunidades para profissionais de insolvência e investigadores de fraude.

O Offshore Alert estendeu o convite para todos que desejarem ir à conferência informando que o evento que terá oradores e participantes provenientes de 30 países não é apenas para investidores.

“As oportunidades de networking apresentadas pela qualidade e diversidade dos participantes são incomparáveis, excepcionais e inestimáveis para qualquer pessoa envolvida em finanças internacionais de alto valor … Incluindo advogados de fraude e recuperação de ativos, profissionais de insolvência, financiadores de litígios, prestadores de serviços profissionais, reguladores, policiais, jornalistas e outros”.

A conferência também mostrará aos participantes como rastrear e recuperar ativos virtuais à medida que a epidemia de fraude relacionada a blockchain / criptomoedas crescem.

 

Clique aqui para ler: Telegram negocia com investidores adiamento do lançamento da TON

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Tags: