HomeNebulas (NAS) demite 60% de seus funcionários

Nebulas (NAS) demite 60% de seus funcionários

janeiro 22, 2019 By Matheus Henrique

A equipe responsável pelo desenvolvimento da Nebulas Blockchain demitiu 60% da sua equipe, saindo de 80 funcionários para apenas 30. Esse é mais um resultado da queda constante e duradoura que o criptomercado sofreu durante o ano passado.

A companhia ganhou atenção em agosto depois da decisão de atrasar a distribuição de seus tokens e de segurar os tokens dos fundadores por até 10 anos. A companhia passou por uma série de demissões que obrigou os desenvolvedores a cancelar alguns elementos da roadmap.

“Uma das razões para as demissões foi o preço do mercado que não para de cair.” Disse Becky Lu, uma correspondente da companhia.

A criptomoeda NAS, ligada ao projeto, seria usada como combustível para um protocolo que iria medir e ranquear outras blockchains. A moeda começou valendo cerca de $2, porém, no atual mercado ela está cerca de $0.50. A moeda já esteve entre as top 100 do CoinMarketcap, mas atualmente a sua capitalização de mercado está próximo de $25 milhões.

Becky Lu disse também que as demissões na companhia começaram no ano passado, impactando bastante o time com base em Pequim. Segundo ela, a companhia também queria estreitar o seu foco estratégico.

“Outra razão para as demissões e cortes de projetos não importantes é que elas não faziam parte da principal visão técnica mencionada no white paper da Nebulas. Então o time de desenvolvedores desses projetos foram os primeiros a serem impactados.”

Essas notícias não são novidades, é apenas o que vimos acontecendo do meio do ano passado para cá. Esse é o resultado do mercado negativo que está afetando o criptomercado e que está prejudicando muitas empresas que prosperaram durante o Bull Run de 2017. Durante esse período, vários empresas anunciaram demissões em massa, como foi o caso da Status.IM, ConsenSys, Bitmain, ShapeShift e BlockEx.

Porém, as demissões da Nebulas, com 60% da equipe cortada, é um dos cortes mais drásticos que vimos no mercado até o momento.

Conheça o novo código base da Verge!

Tags: