HomeMineradoras pretendem deixar a China

Mineradoras pretendem deixar a China

 

china-mineracao-fim-bitcoin

A Bitmain, a maior fabricante chinês de equipamentos de mineração, começou a mudar suas instalações para fora do país. Segundo o co-fundador da Bithain, Jihan Wu, a empresa já abriu uma sede em Cingapura e também pretende operar nos EUA e no Canadá. Conforme relatado pela Bloomberg.

Além disso, a terceira maior empresa de mineração da China, a BTC.top abriu uma unidade no Canadá. Outra grande pool, a ViaBTC, abriu filiais na Islândia e nos EUA. Tais medidas foram causadas pelo aumento da pressão das autoridades chinesas na indústria de criptomoedas.

Em setembro de 2017, autoridades do país proibiram as principais ofertas de moedas, o que fez mais de 90% de startups chinesas que estavam oferecendo oportunidades de investir em suas ICO devolverem o dinheiro aos investidores. Além disso, as maiores exchanges de criptomoedas da China foram afetadas.

Esta semana, o governo apresentou várias propostas destinadas a limitar o crescimento da indústria de mineração. Autoridades sugeriram limitar o consumo de energia para as empresas de mineração.

“Nós escolhemos o Canadá por causa dos custos de eletricidade relativamente baixos e a estabilidade política do país. Também consideramos o Irã e a Rússia“, disse Jiang Jur, o fundador da BTC.Top.

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: https://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/

Etiquetas:

Assine o nosso boletim informativo exclusivo!

E-mails personalizados

Sem SPAM

Notícias sobre alt coins

Cancele a inscrição quando quiser

Depois de se inscrever, poderá também receber ofertas especiais ocasionais da nossa parte via e-mail. Nunca iremos vender ou distribuir os seus dados a terceiros. Consulte a nossa Política de Privacidade aqui.