Mineração de Bitcoin na China está sendo afetada pelo coronavírus

0 Comentários

Existem muitos especuladores que acreditam que o coronavírus está afetando o mercado de criptomoedas. Eles acreditam que, em um momento de epidemia, muitos investidores podem adotar o BTC como uma reserva de valor e isso acaba elevando o preço. Enquanto essa narrativa não foi provada, o coronavírus “encontrou” outra maneira de afetar o Bitcoin, dessa vez de forma mais direta.

Enquanto a epidemia do vírus continua piorando em todo o mundo, a China é o país mais afetado e agora o vírus também está afetando a mineração de Bitcoin. Mineradores de Bitcoin foram fechadas durante a contenção do coronavírus. Alguns dos principais fabricantes de equipamento de mineração do país decidiram suspender seus serviços de pós-venda até fevereiro. As informações são do site Atoz Market.

O coronavírus bloqueio boa parte da economia chinesa, principalmente na província de Hubei. Atualmente o vírus já matou mais de 635 pessoas, com quase 31 mil casos confirmados em todo o mundo, com mais de 99% desses casos sendo na china. Com isso, mais de 80% da força trabalhadora da China está sendo obrigada a ficar dentro de casa e não ter contato com outras pessoas.

 

Como comprar Bitcoin no Brasil | Guia Completo

 

Como é de se imaginar, isso fez com que as empresas sofressem com quedas de 8.2% no índice de mercado. Essa é a maior queda nos últimos cinco anos. O vírus está causando um grande problema em uma economia que, até agora, vinha apresentando bastante força.

De acordo com o site, as pools de mineração estão desligadas temporariamente. Jiang Zhuoer, operador da pool BTC.Top, informou na rede social Weibo (Uma espécie de Twitter chinês) que a sua fazendo de mineração e muitas outras foram fechadas pela polícia local. Segundo ele, a polícia citou a contenção da epidemia como causa para a ação.

“Eu tenho uma mineradora em um subúrbio remoto. A polícia veio e forçou todas as autoridades de mineração a fechar a fazenda de mineração. É entendível realizar uma ação regular e proibir que os equipamentos saiam do ambiente. Mas qual é o ponto em desligar todo o maquinário para evitar a epidemia?”, questionou em seu post.

Essa é uma movimentação muito importante para a rede do Bitcoin, isso porque a China representa cerca de 66% de toda a hashrate da rede. Se a mineração for completamente suspensa por lá, podemos ver uma queda considerável no poder computacional do BTC.

Mas isso não é algo para se preocupar, por enquanto. A rede do Bitcoin se adapta e vem crescendo constantemente fora da China, garantido que a blockchain continuará segura no futuro próximo.

Veja também: Temporada das altcoins será invadida pelo Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

 

 

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.